— forjando amizades

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

— forjando amizades

Mensagem por Gowther von Reinherz em Qui Jun 14, 2018 3:58 pm

— Forjando amizades
A roleplay é iniciada pelo post de Meliodas, seguindo por Adam e Gowther. Estando, portanto, FECHADA para os demais. Passando-se esta em 10 de junho de 2018, na areia da praia. O conteúdo é LIVRE. Atualmente, as postagens estão EM ANDAMENTO .





_________________


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — forjando amizades

Mensagem por Meliodas Mikaelson em Sex Jun 15, 2018 2:36 am


Meliodas
O Guerreiro dragão vaga sozinho pela cidade, pensando no passado, sentindo saudades de casa e esperando que tudo isso seja só mais um pesadelo.
Where am I?

—Essa foi longe.
Os raios de sol eram impiedosos naquele horário, e o calor só aumentava com o passar das horas. Naquela praia deserta e longe de toda aquela bagunça da civilização que ele não aprendera a lidar, Meliodas estava a jogar pedras de arenito e alguns tipos de concha na direção do oceano, apenas contemplando aquela imensidão de água que naquele momento quase parecia não ter onda nenhuma, de tão serena que estava.
O reflexo da luz solar na água fazia com que o mar cintilasse como uma enorme joia misteriosa, e aquilo encantava o herói, que tivera poucas vezes a oportunidade de ver o mar, e nas vezes que conseguiu, nunca fora tão bonito e azul como naquela tarde, mas sim nublado e cinzento, com ondas agressivas, capazes de destroçar o mais poderoso dos navios de guerra de Liandre.
As conchas que o herói arremessava logo sumiam no horizonte, fora de sua linha de visão devido à força imensa que as arremessava.
Meliodas estava descalço na beira do mar pisando na areia molhada trajando apenas uma bermuda de tecido leve e cor preta. Sua camisa estava dobrada e deixada à sombra de um coqueiro qualquer que ele escolhera para deixar também sua espada quebrada e sua carteira.
—Um tempo longe de tudo... É o que necessito pra colocar os pensamentos em ordem.

_____________________________________________________________________________
notes: Hipopótamos são legais
music: Metallica - Fuel
Onde: Na praia deserta
with: com Capitão Nascimento e Adão
_____________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.

_________________



meliodas
Há muito tempo viveu em Liandre um guerreiro poderoso com habilidades extraordinárias. O guerreiro dragão teve seus feitos apagados da história, mas seu legado continua hoje em dia.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — forjando amizades

Mensagem por Gowther von Reinherz em Sex Jun 15, 2018 11:05 pm



ótimo dia para brigar
Ser herói era desgastante para Gowther. Apesar de seu vigor teoricamente infinito, ele se sentia exausto emocional e psicologicamente. Diferente de quando ainda morava na Europa, seu maior desejo no momento era de ter uma vida normal. Era deixado em cogitação até a ideia de voltar aos seus pais se isso mudasse sua situação. Mas havia um obstáculo impossível de atravessar.

“Tenho péssimas notícias”, alertou o Unicórnio enquanto o usuário do chifre socava uma fera interdimensional. Os socos pareciam com trovões no céu de Nova Iorque, a diferença era a cor que lembrava mais um desenho infantil, uma paleta de cores. “Há algo mais perigoso por perto. Mas, por sorte, você está socando esse crocodilo de Cthulhu na direção certa”.

O Capitão Unicórnio não comentou o que pensava, visto que ele era impedido por dois fatores: 1) encontrava-se em quase mach 2, o que dificultava a fala; 2) o poder do chifre censurava o uso de palavras de baixo calão.

Igual a um cometa, o monstro e o capitão abriram uma cratera numa das praias de Staten Island. O mar recuou com o impacto, demorando um pouco para cobrir o buraco feito. Isso espantou os civis que aproveitavam a luz do Sol, menos dois homens.

“AQUELE! É um perigo para o mundo, destrua-o!”, pela primeira vez, o Unicórnio ficou nervoso ao encontrar um ser maldoso. Gowther ficou assustado, preocupado com o que seria esse ser de tamanha perversidade para deixar aquela alucinação tão alvoroçado.

— Garoto — disse o Capitão em um tom de dúvida e seriedade. Ele não acreditava nas palavras do Unicórnio, mas o seu sentido especial apitava em confirmação. Então, assim que a fera interdimensional começou a se desfazer em grãos de areia, o herói voou em disparada na direção do pequenino perigoso. Sua intenção não era de matá-lo, e sim de nocauteá-lo para depois fazer um interrogatório na prisão. — Sinto muito. — Em um piscar de olhos, o herói acertaria a criança com um soco.


postando com: David A. Drazdauskas

_________________


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — forjando amizades

Mensagem por Adam Hale Wicker em Sab Jun 16, 2018 3:02 am

Surprise
O cometa unicórnio?


Meu interesse de conhecer a cidade me fazia querer visitar pontos diferentes de toda aquela metrópole. De noite acreditava que poderia conhecer melhor o centro, os eventos e muitas das lanchonetes malucas, mas de dia era o momento perfeito para praias e aqueles bairros mais calmos. O roteiro de hoje que o site de nome impronunciável me recomendou era Staten Islands, segui para uma área mais calma e um pouco fria pra não ter gente na praia aproveitando o sol, ou a água.

Estava comendo um saquinho de pipocas com queijo e fritas, combinação maluca e não diga ruim até provar. Segui pela reta da praia naquele caminho torto em meio a areia sabendo que não importava que ela grudasse na pele, seria mais fácil retirá-la que para os humanos comuns. Lembrando do início da caminhada quando retirei os coturnos, amarrei-os pelos cadarços e coloquei nos ombros com os olhares peculiares das barraquinhas pela minha caminhada quase infinita por não ter outra barriquinha tão cedo.

A ideia não mudara, mas com a pipoca chegando no fim, foi me fazendo perceber mais ao redor do que gostaria eu acho, via crianças ao longe brincando num parquinho, ou então solitários correndo, ou outro qualquer jogando pedras na água. Sem pressa e talvez enrolando mais com a comida do que com os passos que dava, percebia que era inútil até que enfim o pacotinho acabou.

Algumas coisas acontecem por coincidência, como se o universo combinasse certas coisas, a atividade de acabar de comer conciliou com um tipo de ataque ao garoto jogador de pedras. Cratera típica de cometa feito e então a intenção de ataque a um garoto, talvez a impressão dele ser um alien me fizera agir, ou a aparente fragilidade do moleque me forçara a colocar ele na frente do meu raciocínio de perigo. Levantando meu braço direito como um comando para uma enorme parede de gelo aparecesse bem em frente ao jovem, grossa e alta. Girando meu corpo e encerrando com uma troca de movimentos, com o braço de direito mais para baixo e o esquerdo atirando fogo contra a origem do buraco na areia.

Movimentos feitos, a reação era cuidar dos eventos posteriores, olhei para o jogador de pedras: - Garoto, fuja agora. - Movendo a cabeça para o lado: - Ei maluco, porque quer matar aquele inocente?

Clothes
Copyright ©️ 2017 All Rights Reserved for Mayu Amakura at Lotus Graphics

_________________


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — forjando amizades

Mensagem por Meliodas Mikaelson Ontem à(s) 10:11 pm


Meliodas
O Guerreiro dragão vaga sozinho pela cidade, pensando no passado, sentindo saudades de casa e esperando que tudo isso seja só mais um pesadelo.
Where am I?

Tudo acontecera rápido demais.
Se Meliodas fosse um ser humano normal, não teria tido tempo de reação o suficiente para tentar um movimento defensivo, mas uma parede de gelo havia brotado do nada entre ele e seu atacante, o que atrasou por meio segundo o punho inimigo, fazendo com que o Guerreiro Dragão usasse seus reflexos super apurados e precisos para cruzar os braços em formato de "X" e conjurar, num instante, sua armadura astral apenas na região dos braços.
O impacto fora de uma força descomunal, e mesmo atrasado por uma muralha de gelo vinda do nada e bloqueada pela minha armadura, o poder do golpe havia o empurrado pra centenas de metros numa velocidade absurda, fazendo com que ele embolasse pela areia, deixando um rastro por onde passava até enfim desacelerar e parar, deitado em formato de estrela na areia.
— Mas o que, em nome da Britânia, está acontecendo? — perguntara pra si mesmo, com os olhos arregalados, ainda incrédulo.
Meliodas se levanta num salto e põe-se de pé. De longe observa a grande muralha de gelo se desfazendo aos poucos devido à grande pancada que havia sofrido. Há tempos que o loiro não se sentia desse jeito, empolgado com uma luta, sentindo que finalmente encontrara um adversário à sua altura. A adrenalina começava a pulsar dentro dele, a emoção tomava conta de seu ser.
Um brilho vermelho começara a irradiar de sua pele. Brilho esse que foi começando a, de alguma forma, se solidificar e se transformar em uma casca protetora que aos poucos tomava a forma de um dragão. só que ainda muito próximo à sua pele.
— Tudo bem... Vamos ver do que você é feito. — Falou para si mesmo, baixinho.
O jovem guerreiro partira com velocidade, e, mais rápido do que havia sido jogado para trás, chegara perto de seu agressor, agora revelado e visível devido a queda da barreira gélida e desfere um soco com a intenção de empurrar seu adversário para mais longe do que ele próprio havia sido empurrado.

_____________________________________________________________________________
notes: Hipopótamos são legais
music: Metallica - Fuel
Onde: Na praia deserta
with: com Capitão Nascimento e Adão
_____________________________________________________________________________


thank you secret from TPO.

_________________



meliodas
Há muito tempo viveu em Liandre um guerreiro poderoso com habilidades extraordinárias. O guerreiro dragão teve seus feitos apagados da história, mas seu legado continua hoje em dia.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — forjando amizades

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum