[FP] — KRIECHTESKY, Oliver Allènz

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] — KRIECHTESKY, Oliver Allènz

Mensagem por Arch Howlett Forchhammer em Sex Jun 17, 2016 1:37 am

Oliver Allènz Kriechtesky
Maori, Maestria Corporal, Ben Nordberg
TELL ME ABOUT YOU

Nome: Oliver Levi Allènz Wölffcaster Kriechtesky.
Idade: 22 anos.
Gênero: Masculino.
Data de Nascimento: 18 de novembro.
Nacionalidade: Estocolmo (Suécia).
Sexualidade: Heterossexual.
Alinhamento: Mau (caótico neutro).
Medo: Altura.

HOW DO YOU THINK?

Oliver tende a ser uma pessoa que não gosta de ser observada, ele é um anônimo, um peregrino e andarilho, entra em brigas só quando realmente é necessário, fora isto geralmente as evita. Costuma ser bastante centrado e determinado a subir no jogo da vida, porém, mantendo-se figurante perante a sociedade, porque a fama não o interessa. Não tem muitos amigos por ser extremamente antissocial. Ele encaixa-se no perfil de pessoas badass, pessoas desse tipo costumam agir com extremidade em quaisquer situações, tanto para o bem, tanto para o mal. É ardiloso, sempre com uma saída brilhante para as encrencas as quais se mete, mesmo que pareça impossível. Um pouco mal humorado devido a sua arrogância e sua seca e ríspida personalidade, mas nada que o seu sarcasmo e sua ironia não resolvam.

HOW IS YOUR FACE?

Tem os seus 60kg bem distribuído por toda a extensão de seu físico meio esguio e jovial de 1,85m. Porte físico médio, os músculos com certa volumosidade. Sua pele tem um tom claro, não chega a ser pálida, é caucasiana clara para ser mais específico. Seus olhos têm coloração esverdeada, quase um cinza. Tem cabelo não muito comprimido, dourado é a cor das suas lisas madeixas de médio porte. Sua face é de feições suaves com lábios roseados e finos.

HOW IS YOUR MARK?

Tatuagem: Que bracelete lindo.
Local onde tatuado: Antebraço direito.
Significado: Há quem diga que as tatuagens maoris sejam as minhas ricas em detalhes críticos por causa do significado colocado em cima de cada. Oliver perdeu a sua mãe muito jovem, mais especificamente quando ele tinha 11 anos, para uma doença terminal. Mantê-la viva na sua memória não seria o suficiente para o loiro, pois caso o acaso viesse, poderia esquecer que um dia já teve mãe. Por isso grafou seu corpo com aquele bracelete maori que conta parte da sua história, primeiramente porque cada falha - onde não foi tatuado -, o que lembrava os momentos ruins antes da morte da mesma. Contudo, cada traço negro da composição tem um significado especifico, já que cada um o recorda de um momento bom com a progenitora. Talvez tivesse sido mais fácil tatuar “mãe”.
Manifestação Sobrenatural: Maestria corporal é a capacidade de assumir o controle dos movimentos de outras pessoas e fazer o corpo da vitima se movimenta contra a sua vontade. Oliver usualmente faz isso com os movimentos dos dedos, mas só passa de um placebo para que os acreditem que são eles que manipulam o corpo alheio. Na verdade, é o mental do rapaz que faz tudo. As pessoas sentem-se como tivessem fios fixados aos corpos e, na outra extremidade destes fios, era onde ele estava.

HOW WAS YOUR FIRST TIME?

Colégio Saint Dormin, 13/05. Horário: 16h30min.

Detenção. Detenção era a única coisa que podia ser lida naquela sala fria e de iluminação precária. Tal substantivo estava estampado no quadro negro, escrito a giz branco. Oliver, um jovem rapaz, estava preso dentro daqueles quatros paredes, alternando os olhos do quadro para uma parede, da parede para os outros detentos, dos detentos alheios para o supervisor, mas sem ordem específica, era totalmente aleatória. Seus olhos verdes reviraram-se com o que ouvia vindo daquele que os fitava: “Vocês são a escória da sociedade por dois simples motivos: primeiro e principalmente, por fazer perder o meu tempo sagrado os vigiando, e por terem me dado o trabalho de dar uma punição para vocês”; o mais alto se levantou, começando a passar alguns exercícios de álgebra para que todos copiassem e fizessem.

Oliver, que na época era um adolescente injustiçado qualquer, cruzou os seus braços, libertando um suspiro de indignação com o que era submetido. – Esse professor é um filho da puta. – Pronunciou baixo em um sussurro para o colega ao seu lado, este que somente assentiu com um leve menear seu crânio de modo positivo. Com os braços cruzados sobre a mesa feérica, entediado e não fazendo a atividade solicitada, notou que o professor foi até em sua direção, o repreendendo para, no final, dar-lhe um tapa no rosto, o qual deixou a marca da palma e os cincos dedos na maçã facial do loiro. O garoto voluntariamente bufou enquanto estreitava o olhar que encarava o mais velho. – Babaca. – Comentou, murmurando e batucando os dedos sobre a superfície da mesa, criando alguns sons de batuque.

— Para com isso, garoto! — Ordenou o supervisor, apontando o dedo para cara de Kriechtesky que estava em sua mesa; o jovem só deu de ombros, parando com o ato conforme o comando fora lhe dado. “Ainda vou matar esse cara”, foi a única coisa que veio a mente do rapaz que fixava seus olhos ao semblante do mais novo inimigo da vida, mexendo simultaneamente os seus dedos no ar como que brincasse com ele. Nisso, o professor pareceu ter um tipo de colapso muscular, movia-se sem vontade própria. Indagava “quê?” ao perceber que nem uma parte do seu corpo não o obedecia; o maestro corporal, por sua vez, percebeu que o outro era controlado por seus dedos, assemelhando-se a uma marionete e ele sendo o ventríloquo.

Em um instante, o moço de madeixas douradas começou a movimentar a musculatura de sua mão direita, gerando o processo para que o punho se cerrasse. Enquanto isso, o supervisor erguia ambos os braços, tateando o próprio pescoço que era levemente pressionado. Ele mesmo se sufocava por instantes, porém, não executava isto com o comando do seu cérebro. Outrora, quando Oliver fechou o punho com força e rapidamente, o ditador, que aumentava gradativamente a pressão imposta em sua garganta, fez um movimento preciso que fez com que quebrasse o local, morrendo instantaneamente por "suicídio".

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum