ROSSWEISE, Marcel

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ROSSWEISE, Marcel

Mensagem por Adam Warlock em Qui Set 15, 2016 9:46 pm

don't matter if i fall from the sky
these wings are made to fly
Proveniente daquela que desapareceu, Marcel Rossweise foi a nomenclatura dada por aqueles que o conceberam, porém, se tornou reconhecível como Starfire. Natural de Novo México. Tende a ser confundido com André Klitzke. O registro da sua data de nascimento é anotada como em Vinte e Nove de Setembro, ou seja, tem as solas dos pés tocadas ao solo da Terra há Dezessete Anos. O seu conceito moral de bem x mal o caracterizou como um Lawfull Good, o que permitiu se transformar em um Teen Titan.

Invejado por sua especialização de defensor. dez é a medida exata aplicada na Força do ser em questão; o exímio intelecto é algo reparável pela pontuação de cinco em Inteligência; seguro de si como uma parede, a escala até então de resistência é quinze; tão inalcançável como o vento, imperceptível como a sombra, a velocidade vitoriosa atinge atualmente em cinco; a vitalidade é definida pelo vigor, e está nivelado em quinze; carisma é sinônimo de cativar as pessoas, ou subjugá-las com a lábia, e chega a dez.


"O que falar sobre os talentos dele? Estupendas. Embora, as informações estão vagas."

ABSORÇÃO DE ENERGIA, possui o corpo biologicamente capacitado para absorver os raios ultravioletas de modo a usá-los como combustível e adquirir habilidades sobre-humanas, podendo fortalecer-se tanto durante o dia quanto durante a noite sem se preocupar com o desgaste físico. Entre o vasto arsenal de possibilidades que podem ser otimizadas, a SUPER-FORÇA, SUPER-AGILIDADE e SUPER-DURABILIDADE são as mais notáveis. É capaz de destruir prédios com um único golpe a realizar atividades extremamente cansativas durante longos dias sem perder o fôlego, além de também resistir ao frio e ao calor quando exposto a temperaturas muito elevadas com facilidade. Ainda expandindo tais fantásticas capacidades, consegue alçar VOO a partir de pequenos impulsos e viajar a uma SUPER-VELOCIDADE, atravessando longas distâncias em um curto espaço de tempo; enquanto no ar, obtém um exímio controle sobre o próprio peso, permitindo que realize ACROBACIAS sem quaisquer problemas. Starfire também pode utilizar a energia acumulada no próprio corpo para iluminar olhos e mãos e lançar rajadas multicoloridas que servem tanto para carbonizar o alvo quanto para atordoá-lo, sendo compatível com EMISSÃO DE ENERGIA CONCUSSIVA, uma vez que os seus projéteis adquirem formas sólidas - comumente esféricas -, desencadeando explosões de grandes proporções ao contato e conferindo uma SUPER-RESISTÊNCIA a estes mesmos tipos de ataque, não se ferindo. Entretanto, as suas melhores peculiaridades se dão pela PERÍCIA EM ARTES MARCIAIS, caracterizada pelo conhecimento bastante amplo que tem em vários estilos de lutas e combates, e a LINGUÍSTICA, uma vez que através de um beijo pode aprender a falar a língua da pessoa que beijou.


"Ele é uma pessoa que me deixou intrigado. Lendo o seu histórico, pude notar que os seus feitos são admiráveis, mas quero saber mais."

— Mano, onde está você? Estou um bocado solitário, quero a sua companhia. — choramingou pelos corredores com um beicinho meigo talhado nos lábios róseos. Já esperava que mesmo nas circunstâncias em que se encontravam, o seu irmão estivesse criando laços com os outros jovens da academia, uma vez que o mais velho adaptava-se com maior facilidade a qualquer círculo social em que quisesse ser inserido. Compreendia com clareza as piadas, gírias e até mesmo possuía em seu arsenal cognitivo um vasto conhecimento sobre estilos musicais e cantores populares da atualidade. Ele sim sabia ser extrovertido.

Marcel tomava o rumo contrário. Um peixinho fora d'água. Era ingênuo e até mesmo considerado infantil demais para alguém da sua idade - não pelo modo sonhador como encarava o mundo, optando sempre por ver o melhor nas pessoas, mas sim devido a falta de conhecimento sobre o quanto o mundo poderia ser cruel. Levava tudo ao pé da letra e não conseguia ser considerado descolado por quem quer que fosse. Talvez, um ótimo amigo a quem poderiam buscar opiniões, devido a assustadora sinceridade intrínseca à personalidade amável, e a disposição descomunal em optar pela diversão. Expressivo, em todos os aspectos da palavra, intenso e devoto de uma boa aventura.

— Aaahá, te encontrei! Achei que tivesse saído sem avisar, estava começando a ficar chateado. — sorriu com os olhos ao encontrar o consanguíneo acomodado na sala de jogos, na companhia de outros adolescentes que também residiam na academia dos titãs. Disputavam o que parecia ser uma partida de pingue-pongue, um esporte um tanto sem graça aos olhos do adorável mexicano. Suspirou ao ser recebido com uma careta tediosa do irmão que pouco se esforçou para notar a presença de Marcel no âmbito. Apesar de gostar bastante dele, acreditava que a inversa não era recíproca.

Em pensamento, no vasto oceano profundo que era a sua mente, ouvia conselhos solidários de uma pequenina parte alocada em algum lugar bem distante, consciente sobre tudo o que ocorria ao redor e derredor de Rossweise. Não era relapsa, apenas uma presença que o guiava e o ajudava a trilhar o melhor caminho em determinadas situações. E que também o auxiliava a tomar as melhores decisões, embora na maior parte do tempo apenas alimentasse seu estado empático, fazendo-o agir em prol da emoção e não pela razão. Entrelinhas, Marcel era o único que podia compreender a si mesmo - e a ela, a quem autoproclamava-se como Starfire. Davam-se muito bem, até, ambas as identidades.

Estabilizou-se na frente da mesa, as mãos unidas contra o peito em um típico sinal de prece enquanto assistia a partida. Torcia para o irmão, obviamente, assumindo uma postura afável demais para um garoto. As íris monocromáticas volviam cada detalhe da cena como se realmente estivesse interessado no jogo e, assim que o seu irmão marcou o último ponto, conquistando a vitória, Marcel o ovacionou com palmas e saltinhos exagerados. — Isso! Você é muito bom, maninho. — os orbes adquirindo um tom etéreo em reflexo das habilidades cósmicas, desencadeadas somente quando estava sob pressão emocional; naquele caso, notava-se o excesso de alegria.

Todavia, mesmo continuando a ser ignorado pelo familiar e tendo a atitude extravagante estranhada pelos demais presentes, não sobrou mais tempo para arrastar as congratulações. O chamado de emergência da torre soava, indicando que a presença dos jovens heróis estava sendo requerida em algum lugar de Gotham City - sua nova morada. Suspirando, Marcel tomou impulso e curvou o corpo no ar, alçando voo enquanto seguia os companheiros de equipe que se esqueciam do breve momento de diversão tido horas atrás para se concentrarem na nova tarefa: salvar a cidade, mais uma vez.


"Me  diga, no que se baseaste para montar esses dados? Quais as suas referências?"

http://dc.wikia.com/wiki/Koriand%27r_(New_Earth)
http://comicvine.gamespot.com/starfire/4005-2389/


avatar
ENTIDADES
2016

Vácuo do espaço-tempo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum