[RP FECHADA] - Can you hear me running?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP FECHADA] - Can you hear me running?

Mensagem por Martina Sanchez em Dom Set 25, 2016 1:55 pm

can you hear me running?
a roleplay é iniciada pelo post de viola stocktzner, seguindo por laurel moore e aurora falk gärtner. estando então, fechada para os demais. passando-se esta em onze de setembro de 2016, em uma área comercial de gotham. o conteúdo é livre. atualmente as postagens estão em fase de andamento.


avatar
ANTI-HERÓIS
22

Desconhecida

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] - Can you hear me running?

Mensagem por Martina Sanchez em Dom Set 25, 2016 2:17 pm




would you kindly ♚

palavras de um admirador mais que muito secreto; A mochila bate nas costas de Viola por ter sido pendurada frouxamente nas costas, pateticamente fazendo-a parecer a adolescente que ela não é mais. É engraçado observá-la com tal postura. Mesmo os anos em coma não tiraram sua compostura e nem mesmo sua graciosidade, porém é triste ao mesmo tempo ver os anos perdidos em seus trejeitos vivazes demais para uma jovem adulta.

Quando eu ainda estava próximo à ela, inconscientemente ela fazia de meus sonhos muito melhores e por mais que ela não se lembre, eu me lembro de como eram momentos felizes estar em sua companhia. Os traços despreocupados e dóceis, ao invés de alegres como deviam ser, estavam carregados de dúvidas e incertezas. Ela gira o anel de platina em seu dedo com nervosismo, e observo-o girar mais que o comum, até fazer com que sua pele alva próxima às falanges fique vermelha, irritada e quente. Ela está sentada no balcão de um bar, balançando uma das pernas enquanto ela abandona a bolsa e as sapatilhas de balé no piso ao lado de seu banco alto. Os cabelos soltos e compridos, além do sobretudo quase não são o suficiente para esconder as roupas de balé.

O balançar do joelho direito, para cima e para baixo, fica apenas mais intenso com o passar dos minutos enquanto ela aguarda pela aparição do detetive com quem marcara o encontro. As informações são necessárias e de crucial importância, contudo duas investigações para serem apresentadas com resultados mensais não é uma coisa muito fácil até mesmo para o detetive mais incrível do mundo. Ela olha para o seu relógio e discretamente tira o celular do bolso para conferir as mensagens. Uma mensagem de número desconhecido mostra um "irei me atrasar por meia hora". Isso arranca um bufo da mesma e a cada segundo que passa eu fico mais preocupado por ver Viola em um lugar que não parece pertencer à sua índole. Mesmo sabendo que Nyx pode se defender sozinha, eu não paro de pensar em como eu deveria estar ali por ela, assim como ela esteve ali por mim.

Ela morde o próprio lábio avermelhado com preocupação e olha para o relógio, antes de voltar a encarar o tampo do balcão de mogno polido e pensar que não valia a pena sair para depois retornar ao local marcado. O atendente do bar vai até ela com um olhar indiferente, porém muito frio e intenso demais para alguém de boa fé. Questiona-a sobre querer pedir alguma coisa. Ela ergue as pálpebras e, nervosamente, ergue a própria mão direita e sinaliza um não com a cabeça. — Eu vou esperar um pouco mais. — A voz tenta parecer firme, porém a suavidade do timbre não permite-a ser t]ao convicta quanto gostaria. Isso a apreende e a faz voltar a girar o anel novamente.
avatar
ANTI-HERÓIS
22

Desconhecida

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] - Can you hear me running?

Mensagem por Laurel Moore em Dom Set 25, 2016 4:38 pm




search and destroy


Uma silhueta prateada corta as esquinas do centro de Gotham em velocidade contínua. Os passos pesados deixam marcas de pegadas na calçada por onde passam, como se o corpo fosse constituído por puro chumbo. A forma de vida biônica parecia estar fugindo de algo e, em suas costas, uma cadeia de explosões era visível e audível.

Conforme a distância da máquina e das ondas destrutivas se aprimorava, a densa camada de metal parecia ser desfeita enquanto uma pele perfeitamente pessegada a substituía. A androide olhou para trás uma única vez, aprazendo-se da destruição que deixou em seu rastro. Em um instante, sua aparência foi drasticamente modificada. Diferentemente de outrora, agora aparentava ser uma humana.

Três. Dois. Um.

Durante a travessia da rua, a anteriormente figura robótica paralisou-se. Por um intervalo de tempo consideravelmente curto, permaneceu estática, de olhos fechados, completamente imóvel.

Em conseguinte, Laurel abriu os olhos. Um feixe luminoso avermelhado arrojou dos seus olhos e circundou todo o seu corpo, analisando a paisagem que a ladeava. Sem conseguir rememorar os fatos que antecederam sua ausência, apenas continuou seu trajeto até o outro lado da rua, visivelmente confusa.

SISTEMA RESTAURADO: Laurel Moore.

Laurel não conseguia deixar de se culpar por tudo o que acontecia de ruim que, por acaso, envolvia os poderes destrutivos do seu corpo aprimorado. Ainda, não era capaz de negar que não gostava do que sempre presenciava. Gritos, desespero, medo. A diversidade com que humanos expunham o seu pior e mais fraco lado a trazia boas sensações.

Muito embora o deleite não fosse sempre proveitoso, já não era mais de seu feitio tentar impedir que algo de ruim que porventura a envolvia acontecesse. A meta-humana apressou os passos, tentando passar desapercebida entre os pedestres. A controversa se instalou em sua atitude, uma vez que o feixe examinador propelido por seus olhos continuava em ação.

Ao adentrar num bar, um espasmo percorre toda a extensão reforçada de Laurel. O seu feixe de luz acabou por encontrar uma semelhante e, por instintividade, os passos a guiam involuntariamente até a corporatura feminina. Com a mão destra, acalenta o ombro que segundos atrás era movimentado em negação. De modo não perceptível, nano robôs são liberados através do tato e penetram a corrente sanguínea de Viola.

Depois da coleta do material genético da dançarina, as máquinas microscópicas retornam ao corpo de sua hospedeira com informações precisas e definitivas. Meta-humana. Vinte e dois anos. Original da Grécia. Os dados são processados pelo cérebro superpotente de Laurel e conhecimentos adicionais são automaticamente absorvidos.

— Olá, Viola. Está à espera de quem? — a voz suave pergunta, tomando assento ao lado do objeto de estudo. A mão canhota acena pelo bartender, numa solicitação clara por uma bebida.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] - Can you hear me running?

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum