[RP - Fechada] Criminal

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP - Fechada] Criminal

Mensagem por Orion Proudmoore em Sab Out 29, 2016 1:00 am

CRIMININAL
A roleplay é iniciada pelo post de Michael L. Evolve, seguindo por Eliot Coldwater e depois por Nimah Al Massri (ou tanto faz a ordem). Estando então, fechada para os demais. Passando-se esta em vinte e nove de outubro de 2016, Museu de Gotham. o conteúdo é +18. Atualmente as postagens estão em fase de andamento.



_________________




Proudmoore
god of thunder

Deixado para morrer sangrando na neve por conta de seus pecados na comunidade, sofreu de uma reviravolta em sua história quando um martelo o escolheu para passar os poderes do Poderoso Thor.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Criminal

Mensagem por Orion Proudmoore em Sab Out 29, 2016 1:50 am

a big plan
And cranberry juice


Michael e Nimah saíram juntos em muitas aventuras que incluíam desde destruição de lugares a genocídio em uma igreja. O rapaz apenas seguia aquela que o libertou, mas agora ele refletia sobre isso. “Eu realmente sou livre?”, se questionava. Nada o mantinha preso, nada o obrigava a fazer algo contra sua vontade, pois todo o poder que os membros da Liga da Injustiça possuíam poderiam rapidamente serem copiados. Então ele era livre?
Raanee Hindoo o convidou a mais uma aventura. O objetivo era roubar um artefato que de boatos possuía a capacidade de exercer alguma coisa mística, aliás essa história veio de gente dessa área. Surpreendentemente, o artefato se encontrava em um museu e era protegido por apenas guardas normais. Eles não faziam ideia do que protegiam, mas Nimah sabia.
— Então eu faço uma bagunça no lugar para chamar atenção enquanto você encontra isso? — Michael não conseguia guardar para si os pensamentos a seu respeito, mas, como acreditava ter uma dívida com aquela mulher, não a deixaria ainda sem pelo menos uma boa razão. — Por que não fazemos isso de noite? Não estou com vontade de matar mais policiais, logo acabarei com meu rosto em jornais como procurado — deixou claro que não participaria de um assalto diurno. — Gosto de caminhar pela cidade.
Os dois raramente discutiam, ou pelo menos ele não recordava discussões entre eles. E não seria esse requisito feito para concordar em ajuda-la que acarretaria na primeira briga deles, imaginava Michael. Uma prova de que isso dificilmente ocorreria era que ambos viviam juntos, não como um casal, e sim como parceiros e amigos. Um auxiliava o outro a conseguir o que desejavam — apesar de Nimah possuir muitos desejos.
Nesse momento eles se encontravam em um apartamento que invadiram em Gotham. Os verdadeiros donos estavam mortos em um cômodo para materiais de limpeza. Evolve estava vestindo apenas uma calça jeans e uma camiseta branca sem mangas. Seu chapéu estava em um dos sofás caros dos falecidos donos. Pela sacada aberta adentrava uma brisa gélida — por ser noite em Gotham — que não afetava tanto a Michael devido a sua evolução reativa, porém isso não o impedia de apreciá-la.



_________________




Proudmoore
god of thunder

Deixado para morrer sangrando na neve por conta de seus pecados na comunidade, sofreu de uma reviravolta em sua história quando um martelo o escolheu para passar os poderes do Poderoso Thor.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Criminal

Mensagem por Haiako Yamashiro em Sab Out 29, 2016 3:05 pm

You’ve always loved the strange birds
Now I want to fly into your world
Oculto na sombra dos arbustos, você, Eliot, analisava minuciosamente o grupo de guardas fortemente armados que rondavam a fachada do museu. Era frustrante imaginar que uma tentava direta de se infiltrar no edifício, embora eficaz, desencadearia tamanho alarde que apenas complicaria a execução do plano o qual designara a si próprio - adentrar a fortaleza pouco protegida e furtar um fóssil pré-histórico.

Após semanas imerso em pesquisas, conseguira encontrar a localização exata de alguns espécimes vegetais mais antigos do mundo, e que por linha direta, teriam sido descobertos em escavações paleontólogas, expedidas por renomados cientistas do ramo. Para a sua sorte, a exposição mais próxima situava-se exatamente na pacata cidade de Gotham.

Levou horas até arquitetar uma maneira de conseguir o que tanto almejava; o DNA completo de um desses vegetais para realizar aplicações em laboratório. Claro, você também necessitaria de um tutor confiável e experiente, e quem o auxiliaria na conclusão de cada etapa genética durante a criação de uma nova espécie vegetal. Entretanto, buscaria resolver cada problema em seu tempo. Primeiro, o mais importante, que logo seria confiscado.

Suspirando, encontrou o momento perfeito para agir, baseado em um espaço curtíssimo de distração dos seguranças. Ágil como uma víbora, você percorreu a distância entre a margem do bosque e a entrada principal do edifício, perpassando pelos homens que realizavam o trabalho com desinteresse. Se fosse o chefe, certamente despediria cada um deles, sem direto a avisos prévios.

Estava escuro demais para que pudesse se situar ali no interior do museu, mas não tardou a lembrar do aparelho celular enfiado em um dos bolsos da calça de vinhas que se aderia confortavelmente ao corpo, quase como uma segunda pele, demarcando todas as curvas que você, Eliot, se gabava em possuir. Executando o aplicativo luminescente da tela policromática, rapidamente o telefone celular passou a servir de lanterna, iluminando a tangente e demais pontos cardeais a sua volta, facilitando e muito a locomoção sem que desse de cara com uma estátua ou coisa parecida, às cegas.

Não precisou procurar por muito tempo, tendo de se esconder uma vez ou outra para fugir de mais uma parcela de guardas que circulavam pelo recinto. A ala de paleobotânica surgiu após uma série de monumentos de dinossauros esqueléticos, já no início da exibição dos projetos permitidos ao público.

Não deixou de conter a animação, mirando a fonte de luz na plantinha fossilizada confinada em um jarro cilíndrico, provavelmente pouco acomodada. Aproximando-se, você estapeou o ar como quem enxotava um inseto irritante, e conseguinte a crosta de minerais ao redor do espécime vegetal se rompeu, libertando um emaranhado de raízes e folhagens de cores adversas. Caule, flores e frutos, tudo expandindo-se para fora da camada maciça. — Uuuh, o bebê reconhece o papai, não é, coisinha gostosa? — o tom de voz mimado, tal qual um adulto referindo-se a uma criança. A planta retorceu, vibrando, dando a transparecer que o compreendia, e deixou à mostra um orifício bicolor repleto de espinhos pontiagudos, similar a presas. Você sorriu, dando-se por satisfeito; aquela era a planta carnívora que há tanto queria.

Numa fração de um segundo, os alarmes soaram, advertindo a todos na localidade que existia uma falha na segurança. Praguejando, tratou rapidamente de recolher a jarra nos braços fortes, surpreendendo-se com a leveza do recipiente. E, concomitante o roubo, desatou a correr, averiguando uma saída. Teria sido uma escapada fenomenal, se não acabasse se esbarrando em quem quer que fosse, deixando a robusta jaula de vidro cair e se espatifar no chão, ocasionando em uma tremenda barulheira. Como era extremamente frágil consequente o tempo de vida extraordinário - milhões de anos, talvez - a planta desfaleceu, murcha.

— Que inferno?! Olha o que você fez! — você ergueu o rosto para encarar o culpado, furioso, esperando impacientemente por uma boa explicação.

_________________


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Criminal

Mensagem por Nimah Al Massri em Dom Out 30, 2016 7:02 pm

maarane ya maare
C r i m i n a l

Mesmo sendo recompensada com muitos benefícios, Nimah já estava ficando aborrecida com os desejos de seu mestre, Ravana. A teoria de que ele a via apenas como uma ferramenta estava cada vez mais próxima da realidade... mas ainda continuava realizando suas vontades, afinal, todo aquele poder já fazia parte de sua essência.
Mais uma vez, enquanto estava conversando com Michael, Ravana a puxa para seu reino, lhe dando instruções sobre a próxima missão. Depois de coletar mais de 100 almas, o próximo objetivo seria roubar uma relíquia que estava guardada — e protegida — no museu de Gotham. O deus demônio não deu muitas informações sobre o item, mas disse que seria de extrema importância recuperá-lo, e que se falhasse, as consequências seriam devastadoras.
Após explicar a Michael sobre a próxima missão deles, o garoto deixa claro que não queria ter seu rosto nos jornais, o que era recíproco para Nimah, pois ela também não desejava — ainda — ter seu rosto como uma procurada.
— Dessa vez, sangue não precisa ser derramado. Passaremos despercebidos pelos guardas e invisíveis para as câmeras. Localizar, recuperar e recuar — explicou para ele o que teriam de fazer, ao se aproximar da janela, observando a cidade. — Além do mais, o que pode dar errado em uma tarefa tão simples?
Raanee respirou fundo e fechou os olhos, conjurar o vórtice para um local que nunca havia ido antes não era uma tarefa fácil, mas efetiva, que, após cinco segundos, o centro do apartamento é tomado por uma espécie de buraco negro esbranquiçado.
— Podemos sair no museu ou em outro planeta, não é emocionante? — comentava enquanto caminhava até o portal.

Roupa.


_________________



Al Massri
Nimah

avatar
CIVIL E RECÉM-NASCIDO
51

Por aí...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Criminal

Mensagem por Orion Proudmoore em Ter Nov 01, 2016 12:25 am

a big plan
And cranberry juice


Viajar grandes distâncias através da magia nunca preocupou Michael, pois sempre teve confiança no que Raanee Hindoo fazia. Contudo, dessa vez era complicado não ter um pé atrás com o comentário feito sobre onde poderiam parar quando atravessassem o portal aberto no meio do apartamento.
— Emocionante. — Sem hesitar para não demonstrar sua desconfiança, ele adentrou o vórtice a passos em velocidade constante. — Muito emocionante — afirmava com seu famoso sarcasmo mesclado a sua raiva típica.
Respirando ainda através de seus pulmões humanos, Michael concluiu que se encontrava ainda em seu planeta natal, ou em algum mundo com a atmosfera idêntica. A escuridão e o silêncio tomavam conta do lugar além de esqueletos de dinossauros e outros animais há muito tempo extintos. Era fascinante para ele que nunca antes havia visitado um museu antes, ou visto ossos tão grandes como aqueles.
— Você já viu um desse antes? — perguntou a Nimah enquanto se aproximava dos pés esqueléticos de um tiranossauro. — Raanee? — Ele finalmente notou que sua parceira não estava atrás dele ou em qualquer lugar no seu campo de visão, mas não pôde procura-la antes de ser desnorteado por um alarme e luzes vermelhas que piscavam em pontos diversos do teto do museu. Droga!
Se a ideia era entrar sorrateiramente despistando os guardas para conseguir o artefato requerido por Ravana sem precisar derramar sangue, mais uma vez os planos precisariam ser refeitos. O novo plano, como de praxe, seria improviso. Nada difícil para os dois, apesar de separados por talvez mais de um ano luz de distância.
Desejando não ser encontrado facilmente, Evolve começou a correr pela exposição a procura da indiana ou do artefato que ela havia descrito superficialmente, mas deveria bastar. Precisava bastar para não ser uma missão infrutífera. Então algo — ou melhor, alguém — o fez descobrir que não seria uma noite perdida.
— Acredito que a culpa seja de nós dois — explicou rabugento por causa do tom de voz do outro, mas isso durou até seus olhos se encontrarem. — Mas peço desculpa por... — Avistou o que fizera o outro derrubar, mas não chegou a uma conclusão do que exatamente era aquilo. — Por derrubar isso.
Enquanto aqueles dois olhavam um ao outro de cabeça aos pés, cinco guardas surgiram, três atrás de Leech e o restante do outro lado. Todos carregavam armas nas mãos e porretes em suas cinturas, assim como também seguravam lanternas apontadas aos invasores.
“Noite comum”, pensou Michael.



_________________




Proudmoore
god of thunder

Deixado para morrer sangrando na neve por conta de seus pecados na comunidade, sofreu de uma reviravolta em sua história quando um martelo o escolheu para passar os poderes do Poderoso Thor.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Criminal

Mensagem por Haiako Yamashiro em Qua Nov 02, 2016 11:07 pm

You’ve always loved the strange birds
Now I want to fly into your world
O péssimo humor adquirido após o desastre amenizou-se no instante em que encontrara o par de orbes acastanhados o sondando do alto. Pertenciam a um rapaz, percebeu devido o semblante bem acentuado no rosto jovial e o porte físico pouco definido. Para sua sorte, transparecia ser um civil comum. Suspirou, estalando a língua com certo desdém. Não existia motivo para abastecer uma rixa; o estrago já estava feito. Teria de lidar com a perda do espécime e buscar uma outra opção para o plano.

— Esquece. Irei encontrar outra que possa servir, talvez uma darlingtonia? É, acho que vi uma por aqui. — você coçou a nuca, tentando recordar dos últimos minutos passados no museu, em vão. Capturou um punhado de folhas do fóssil e as soprou contra a própria derme, fazendo com que se engalfinhasse na coxa sob a forma de uma faixa apertada. Poderia levar aquelas amostras para análise em laboratório, concordou, reerguendo-se do piso frio.

— O que faz aqui a essa hora? Não é um pouco tarde para fazer visita? — o tom de curiosidade acentuava a desconfiança ao passo em que cruzava os braços defronte o tórax, antecedendo de um arquear da sobrancelha, sincrônico. Aproveitou da proximidade para estudar o outro melhor - frente a frente. Ele não exibia nenhum traço da marginalidade, excedendo-se o vestuário típico de um garanhão das ruas. Você, Eliot, concordava que aquele tipo era o pior - e o melhor, relevando aspectos no quesito malicioso da palavra.

Antes de adquirir respostas concretas, pressentiu o cerco de seguranças ao derredor, armados. As dezenas de lanternas atrapalhavam a visão, e pouco a pouco o temperamento psicótico despertava. Ergueu as mãos na altura dos ombros em um típico ato de rendição, um sorrisinho maldoso brincando nos lábios fartos mediante o flagrante; não permitiria ser levado preso, não uma terceira vez. — Me desculpem, rapazes, disse a ele que este era um péssimo lugar para um encontro. — desfaleceu o olho esquerdo em uma piscadela direcionada ao rapaz, retornando o rosto na diretriz dos guardas.

E então o chão do edifício estremeceu - um tremor similar a um terremoto de média escala. Lianas, cipós e trepadeiras germinaram numa velocidade surreal, enroscando-se entorno do corpo dos seguranças, imobilizando-os - ao menos a maior parte. Com um aceno da destra, você impôs sua própria vontade sobre as plantas acrescidas à cena, como se fossem uma extensão do próprio corpo. As amarras dos cipós eram tão fortes que alguns homens chegavam a perder os sentidos, estrangulados.

— Vamos dar o fora daqui? — girou os calcanhares, passando a encarar o jovem. — Como se chama? Sou El... Ivy. Prazer! — estendera a mão centímetros acima da cintura, pronto para selar um cumprimento amigável, despreocupadamente, corrigindo-se antes que revelasse a identidade protegida pelo uniforme de vilão. Desatento, não percebeu quando três ou mais guardas ergueram os revolveres, o tomando como alvo.

_________________


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Criminal

Mensagem por Orion Proudmoore em Qui Nov 10, 2016 12:19 am

a big plan
And cranberry juice


Quando Orion colidiu com alguém em sua correria, algo foi derrubado no processo. Ninguém quis assumir a culpa de início, porém isso mudou quando deram atenção ao rosto um do outro — além dos corpos. Em consequência, nenhuma briga se deu início. Aquele que não parecia ser um funcionário do lugar começou a falar, inicialmente apenas consigo mesmo, mas prosseguiu com perguntas a respeito da presença de Orion no museu àquela hora da noite.
— Não gosto de estar rodeado por desconhecidos... — mentiu descaradamente com um sorriso ao terminar sua resposta. Pretendia continuar aquele diálogo com mais algumas mentiras, ou poderia até mesmo contar a verdade, tudo para permanecer o máximo de tempo possível com aquele desconhecido, mas isso foi interrompido pela aparição de guardas.
Os dois intrusos ergueram suas mãos para se renderem inutilmente, visto que os homens que cercavam eles continuaram a se aproximar com suas armas apontadas e lanternas incomodando seus olhos. Todo o plano de ser furtivo estava acabado, agora, para a raiva de Orion, precisaria utilizar violência logo após conhecer um rapaz usando roupas feitas com plantas em seu belo corpo.
“Dois à minha frente e três atrás. Posso cuidar de todos eles sem me preocupar com suas armas, mas ele...” Evolve sabia que sua pele não seria perfurada por balas normais, em função disso poderia começar um ataque em qualquer um dos guardas, matando-os com suas próprias mãos. O único problema nesse plano feito em três segundos era a sua companhia que, apesar da vestimenta atípica, parecia necessitar de um colete a prova de balas.
— Me desculpem, rapazes, disse a ele que este era um péssimo lugar para um encontro — disse o homem-planta. Após uma piscadela para Orion que soltou o ar em uma curta e silenciosa risada, o chão começou a tremer e cipós abriram passagem debaixo dos pés de cada guarda para enlaça-los. Suas pistolas caíram ou foram postas em direções seguras em relação aos intrusos.
Boquiaberto, Orion quase não conseguiu ouvir o rapaz nada indefeso. As chances de três criminosos superpoderosos invadirem um museu ao mesmo tempo era uma coincidência incrível, principalmente quando um deles é muito atraente e se esbarra com um católico solteiro provido de vício por sexo. Tudo isso o fez demorar mais que o desejável para responder às perguntas feitas.
— Leech. — Apertou a mão de Ivy desejando ter um maior contato físico, todavia, precisava se contar com aquilo, pois mais três seguranças apareceram para aproveitar o momento de distração dos criminosos. O rapaz-planta não seria capaz de ganhar tempo com papo-furado para mais uma vez controlar as plantas para protege-lo, Orion precisava fazer alguma coisa. Para a sorte dos dois, os poderes de Raanee Hindoo ainda eram também os de Leech. Através deles, ele pôde facilmente quebrar o pescoço daqueles homens com um giro de sua mão esquerda. — Eu preciso encontrar uma coisa... não, esquece. Vamos embora — disse Orion. Sabia que Nimah precisava obedecer seu mestre Ravana, mas também sabia que ela era totalmente capaz de completar a missão sozinha, aliás, os guardas não a procurariam após encontrarem os cadáveres de seus colegas. — Prenda a respiração, Ivy — sugeriu antes de teleportar junto do outro para o lado de fora do museu.
A noite em Gotham estava prestes a se tornar mais divertida para Orion.



_________________




Proudmoore
god of thunder

Deixado para morrer sangrando na neve por conta de seus pecados na comunidade, sofreu de uma reviravolta em sua história quando um martelo o escolheu para passar os poderes do Poderoso Thor.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP - Fechada] Criminal

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum