MITCHELL, LAUREN

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

MITCHELL, LAUREN

Mensagem por Lauren Mitchell em Dom Mar 19, 2017 1:33 pm

original




Escreva os dados


i. A NOMENCLATURA: Lauren Oldye Mitchell
ii. COMO É CONHECIDO: Strike;
iii. TIPAGEM SANGUÍNEA: Original;
iv. QUANTAS ESTAÇÕES VIVEU: 23;
v. PRIMEIRO RESPIRO: Vinte e sete de agosto de mil novecentos e noventa e três;
vi. DESCENDENTE DE QUE POVO: Canadá;
vii. COMPORTAMENTO: Chaotic Neutral;
viii. COMUNIDADE: Anti-heroi.

Informe os atributos


i. PONTOS DE ATRIBUTO: 75;
ii. ESPECIALIZAÇÃO: PERSUASIVA: muito persuasivo, sempre consegue convencer os seus colegas a aceitarem as suas propostas.

iii. ATRIBUTOS:



FORÇA: 13INTELIGÊNCIA: 13
RESISTÊNCIA: 12AGILIDADE: 11
VIGOR: 13CARISMA: 13


Diga as perícias


i. PERÍCIAS: A princípio, só terá UM PONTO DE PERÍCIA para distribuir, logo, obviamente, ela, a única, estará no nível calouro.

i. ARMAS DE FOGO, nível 2 - experiente;
ii. RESISTÊNCIA À TORTURA, nível 1 - calouro;


Cite os poderes


i. SUPER-PODERES:

i. NATUREZA ANFÍBIA: todos os Atlante, como uma ramificação do raça humana, descendem da habilidade de poder respirar debaixo d'água e em terra. Podem ser imerso indefinidamente sem sofrer quaisquer efeitos nocivos, porém, a falta de hidratação em seus corpos vão os enfraquecendo gradativamente. O tempo fora d'água pode ser estendido pela umidade na atmosfera, mas a desidratação, eventualmente prolongada irá enfraquecê-lo, portanto, ele deve retornar ao ambiente aquático em vários período;

ii. VISÃO AGUÇADA: sua capacidade de ver nas profundezas escuras do oceano permite-lhes excepcional visão noturna enquanto em terra;

iii. AUDIÇÃO REFORÇADA: várias vezes mais aguda do que a capacidade humana;

iv. FORÇA SOBRE-HUMANA: a força dos atlantes é notavelmente mais robusta do que um ser humano comum, quase se equiparando-se aos dos Kryptonianos, então, nada é mais do que um jogo para a maioria das barreiras, como madeira, metais, tijolo ou paredes de concreto, barreiras só extremamente durável reforçada de metal, ter alguma chance de abrandar-lo por qualquer período de tempo;

v. DURABILIDADE SOBRE-HUMANA: a fisionomia reforçada dos Atlantes lhe permites resistir a impactos que matariam um ser humano comum. Eles têm sido visto em profundezas do oceano tão profundo quanto 20.000 pés (3,79 milhas) abaixo da superfície da água, onde a força gravitacional das águas esmagariam uma pessoa normal;

vi. TELEPATIA MARINHA: têm a capacidade de se comunicar diretamente com a vida do mar e têm feito isso durante a maior parte de sua vida. Com o passar dos anos e com o fator de treino, possuem um gama maior de controle que pode realmente forçar criaturas do mar para obedecer a seus caprichos;

vii. HIDROCINESE: desenvolveram o poder de manipular a água na forma líquida, ou seja, tendo controle e domínio por uma grande parcela do planeta Terra. A emulação aquática é completamente mentalmente, e o que conseguem realizar depende da imaginação do atlante.


Conte o histórico


Reconhecera seus poderes de Atlante aos seus treze anos de idade, quando começou a moldar um caráter caótico e duvidoso, fugindo da casa que morava a alguns metros da praia em New Brunswick, junto a homens musculosos e brutos num navio cargueiro de peixes que lhe deu muita vivência e experiência em lutas marciais, assim como a fez reconhecer seus superpoderes dentro das águas azuis que passara cerca de quatro anos viajando nos quatro oceanos conhecidos pelo mundo.

Com aqueles homens, havia criado laços com os “viajantes dos mares”, tal coisa que não acontecera com sua família. Aprendeu jiu jutsu, taekwondo, karate e modos básicos de se defender, percebeu uma força um tanto sobrenatural durante as lutas, os treinos. Lauren conseguia lutar com homens maiores de cem quilos sem nem ao menos ter treinado, ou feito academia um dia e isso assustava a todos ali. Outra vontade era conhecer mais ainda suas habilidades marinhas, passando dias e dias viajando nas profundezas dos mares, pôde conhecer sua natureza anfíbia, aprendeu a lidar com sua visão aguçada mesmo quando mergulhava, também reforçou sua audição e agradecia todos os dias por me comunicar com os animais, era algo que satisfazia saber como eles se relacionavam audivelmente.

Durante a sua experiência no navio, uma situação que parecia desesperadora no olhar de outros, parecia a coisa mais fácil do mundo de ser resolvida. Alguns animais selvagens atacavam o navio quando estava atracado na baía da África, sendo eles mamíferos ou não, foi algo fácil moldar sua relação com os animais presentes, fazendo com que os mesmos se afastassem. Ela não mantinha aquele espírito de paz, mas o navio era sua casa e naquele tempo, era o seu dever protegê-lo de qualquer acontecimento.

Quando finalmente decidiu sossegar, parou nos Estados Unidos e se aventurou pelos dois lados de Manhattan, o bom e o mal. Era a cidade perfeita, visto que tinha um enorme mar em volta de si. E depois de tanto apanhar do seu novo mundo, havia sido apanhada por dois brutamontes saindo de uma boate, os homens haviam a socado até desmaiar por horas, quando acordou mais pareceram dias, sua cabeça latejava, sua vista estava turva e seu corpo implorava por algo líquido – sabendo o que era óbvio, não podia passar tanto tempo longe do mar, ficaria fraca o suficiente para morrer. Os dias que passara trancada mais pareceram anos, mas o tanto que resistiu, a fez perceber que não era simples derrotá-la e por alguns motivo, Lauren sabia: era exatamente isso o que eles estavam tentando.  

Outras Coisas


I. Fora estuprada por seu pai quando pequena;

II. Não tem relações afetivas por medo;



_________________


I'M LEAVING NO PLEADING
avatar
ANTI-HERÓIS
24

Na sua cama, baby.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum