[DIY - One-Post] Soturnamente

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[DIY - One-Post] Soturnamente

Mensagem por Nicholas H. von Wolfgang em Dom Jul 03, 2016 8:11 pm



Surprise, mother fucker;
Nicholas Henrich von Wolfgang.

Sempre que Nicholas acorda durante a manhã, a primeira coisa que lhe vem à mente é sobre seu planeta, ainda era uma criança de, no máximo, dois anos na época em que teve de fugir do lugar, mas a lembrança daquele momento é inevitável: destruição. Foi mandado para a Terra no último instante possível por seu pai, um cientista kryptoniano, cujo tinha inestimáveis esperanças para que o filho sobrevivesse e, de fato, sobreviveu..., entretanto, ao invés de viver livre, fora encarcerado pelo governo e por isso nutriu grande ódio pela humanidade, ódio que se mantém até os dias de hoje, quando já estava liberto. Mesmo com nutrido e claro ódio, não perdeu a compostura frente às coisas. Dotado de um sorriso calmante e uma perfeita máscara que encobria sua maldade e desejo de caos, ninguém, deduzia, poderia compreender seus mais obscuros desejos.

Quando finalmente pôde contemplar o Sol após sua soltura, compreendeu porque os humanos os temiam. Eram fortes em demasia, resistentes em demasia e rápidos em demasia, cosias assombrosas para os humanos, que não estavam acostumados com isso. Em Krypton, pelo que sabia, por terem uma gigante vermelha cujo nome é Rao e não uma amarela, como o Sol, os kryptonianos não desenvolviam suas habilidades, mas aqui, na Terra, as habilidades se desenvolviam rapidamente, embora custasse determinado nível de treino e era isso que iria fazer, nos primeiros anos de liberdade. O kryptoniano rodou toda Metrópolis - cidade cuja conhecia pouquíssimo pelo que viu em mapas, já que estava preso até poucos meses e no tempo que estava livre até agora, buscou tomar conhecimento do básico da sociedade humana para tentar passar despercebido -, em busca de qualquer lugar grande o suficiente e abandonado - o suficiente - para tomar e transformar numa 'base de treinos', deveria ser longe da civilização comum, senão os barulhos e os atos podem transformar um simples teste de força em um caos que, no momento, preferia ignorar, afinal, não estava planamente com seus poderes sob controle e queria passar sem ser notado.

Após horas de incansável busca, achou o que queria. Um imenso galpão abandonado, provavelmente era usado para tráfico de entorpecentes e que fora fechado pela polícia; ou seja, um ótimo lugar para tentar desenvolver com mais eficiência seus poderes, que eram ridiculamente básicos e si próprio sabia que poderia usufruir muito mais destes. O local era rodeado por altos muros de cimento e o portão, lacrado pela faixa policial proibindo entrada, era de cor vermelha, usou de sua força para arrancar o lacre e abrir os portões, cujo assim que entrou, fechou novamente. O galpão contava com uma área, em seu centro, aberta e sem qualquer teto, onde a luz do Sol entrava e invadia o corpo de Nicholas involuntariamente, até que ele absorveu o que pôde da energia solar - era meio-dia - e buscou algo que pudesse socar e descarregar toda a energia adquirida.

Andou pesadamente por alguns metros até que achou um carro dos anos noventa abandonado, sem as portas. Um sorriso de escárnio nasceu em seus lábios e e usou de alta velocidade para descarregar toda a energia num potente soco. O carro deslizou por alguns metros e, quando esperava que tivesse parado e que nada mais iria acontecer com o veículo, ele explodiu. A explosão não foi tão brutal, mas a onda de choque fez Nicholas elevar-se do chão e cair um metro atrás, com uma pontada na costela (embora não representasse dor, de fato): faltava muito para atingir o nível máximo de seus poderes e se tornar plenamente invulnerável e, enquanto não chegasse no nível desejado, não desistiria de tentar superar qualquer barreira imposta à si. Pois como diz o ditado humano, quanto maior o desafio, maior a vitória e quanto maior o adversário, maior a queda.

Suas sobrancelhas foram arqueadas e voltou a caminhar em busca dos destroços do carro. Novamente absorveu o máximo que pôde da luz solar e voltou a descarregar sua força no carro, que dessa vez capotou uma vez e deslizou cinco metros. Nada extremamente poderoso, mas era o suficiente para quebrar pescoços com facilidade. Suspirou pesadamente e tomou o outro lado do descampado, dado que o carro chegara perto da parede. Voltou a absorver luz solar e socou o carro novamente e continuou fazendo isso até que o veículo chegasse até o outro lado do pátio e se desmontasse, dado que estava totalmente amassado de ambos os lados, sem contar que todos os vidros estavam quebrados, estava sem nenhuma das duas portas e a porta do porta-malas virou uma bola de metal totalmente desfigurada e com várias pontas pontadas ao redor do esfera a que se comprimiu.

Agora testaria sua velocidade e, por mais que tentasse, tudo o que conseguia era atingir uma marca de cinquenta quilômetros por hora, não importa se aumentasse ou diminuísse a absorção da energia solar, a marca nunca aumentava, mas continuaria tentando até que conseguisse, em breves momentos - ou mesmo dias - seu nível aumentaria e, por mais que lhe custasse, conseguiria, afinal desistir é a maior das fraquezas e de fraco nem mesmo um fio de cabelo seu seria. Cansado de tanto correr, caiu de joelhos sobre o chão e apoiou-se com as mãos em solo. Suor escorria de seu rosto caucasiano e, por mais cansado que estava naquele intrínseco momento, sabia que enquanto descansava, outros treinavam e isso o fez voltar a se levantar, mesmo cambaleando, e voltar a praticar e evoluir, mesmo que melhoras não fossem percebidas por si.



Considerações:
— Foi um treino de velocidade, resistência e força, levando em conta suas capacidades disponíveis em meu nível atual, epsilon.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [DIY - One-Post] Soturnamente

Mensagem por Lucifer Morningstar em Dom Jul 03, 2016 8:45 pm


AVALIAÇÃO

Apesar de ter apreciado a sua narração, pude encontrar várias falhas no decorrer do texto. A introdução foi o destaque do texto, fundamental para o desenvolvimento do mesmo, no entanto, a partir desse ponto senti um certo desleixo com a continuação. Apesar dos erros ortográficos, alguns de atenção — uma palavra errada ou letra fora do lugar —, atente-se ao uso da vírgula. Peço também que se foque mais no treinamento do que na descrição de cenários e/ou objetos.
Ortografia 35/50
Fidelidade ao personagem/trama/grupo: 70/70
Enredo: 70/100
Coerência: 45/50
Proposta: 25/30
= 245 de xp.
Velocidade: 5
Resistência: 5
Força: 10
ATUALIZADO @BATMAN
 

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum