HAWKBLUE, Elara

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

HAWKBLUE, Elara

Mensagem por Elara Kalinowski Hawkblue em Qui Mar 23, 2017 12:52 am

Reencarnada




Escreva os dados


i. A NOMENCLATURA: Elara Kalinowski Hawkblue;
ii. COMO É CONHECIDO: Psylocke;
iii. TIPAGEM SANGUÍNEA: Reencarnado;
iv. QUANTAS ESTAÇÕES VIVEU: Vinte e um outonos;
v. PRIMEIRO RESPIRO: Vinte de março de mil novecentos e noventa e seis;
vi. DESCENDENTE DE QUE POVO: Russo;
vii. COMPORTAMENTO: Neutralidade Bélica;
viii. COMUNIDADE: Anti-Héroi.

Informe os atributos


i. PONTOS DE ATRIBUTO: 60 PA;
ii. ESPECIALIZAÇÃO: Atacante (+5);
iii. ATRIBUTOS:



FORÇA: 15 (+5)INTELIGÊNCIA: 10
RESISTÊNCIA: 10AGILIDADE: 10
VIGOR: 15CARISMA: 15



Diga as perícias


i. PERÍCIAS:

i. Sobrevivência, Nível calouro;
ii. Armas Brancas, Nível experiente;


Cite os poderes


i. SUPER-PODERES:
Telecinese:
A Habilidade de manipular e controlar psiquicamente os aspectos físicos da realidade. Psylocke também poder mover e levitar outras pessoas, bem como mover objetos à distância e voar tal como outros telecinéticos fazem. Também pode criar escudos telecinéticos de vários tamanhos para refletir ou desacelerar ataques.

Armas Telecinéticas: Psylocke sempre demonstrou grande versatilidade com sua telecinesia, a qual ela usa para criar armas psíquicas que causam dano físico e/ou mental em seus alvos. Ela demonstrou habilidade em criar vários tipos de armas psíquicas que diferem em tamanho, comprimento e poder, as quais ela usa em combate. Ela até mesmo usou sua energia psíquica pura para criar rajadas de energia.

Katana Telecinética: Psylocke pode manifestar uma katana telecinética composta de pura energia psíquica, a qual em sua intensidade mais baixa, funciona para afetar as vias neurais, e em seu nível mais alto, suas katanas podem cortar oponentes blindados, cortando através da armadura. Ela também pode usar suas espadas para destruir inibidores de poderes telepáticos colocados em outros. As manifestações telecinéticas de Psylocke produzem luminosidade visível no mundo físico. Desse modo, ela pode usar sua katana física como uma fonte de luz improvisada em áreas escuras. Sua katana telecinética é forte o bastante para ferir outros seres mais poderosos do que ela.

Besta Telecinética: Ela já foi vista criando arcos e flechas psíquicos. Ela também é capaz de criar bestas psíquicas com uma corda conectada a seta, a qual permite que ela ou outras pessoas se balancem nela.

Garras Telecinéticas: Como extensão de seus construtos psíquicos, ela é capaz de criar garras similares as da X23, mas feitas de pura energia psíquica, as quais podem afetar o alvo fisicamente e também cortar através de armaduras.

Condição Aprimorada Telecineticamente: Ela pode usar sua telecinesia para aprimorar sua velocidade, força, agilidade e outras habilidades de luta para níveis super-humanos.

Telepatia: Ela possui poderes mentais para afetar e manipular as mentes de outros seres sencientes. Psylocke pode ler mentes e se comunicar mentalmente com outros por longas distâncias. Quando ela se comunica telepaticamente com outra pessoa a longa distância, essa pessoa geralmente percebe a presença dela como uma borboleta com grandes olhos em suas asas.

Rastreamento Telepático: Sentidos aprimorados psiquicamente permitem que ela rastreie outros seres sencientes pelas suas emanações psíquicas únicas (padrões de pensamentos contidos na parte psíquica do espectro), especialmente se eles representarem uma ameaça para ela.

Sombra Psíquica: Ela é capaz de mascarar sua presença de outros. Suas habilidades podem passar despercebidas e são muito difíceis de rastrear, até mesmo por poderosos telepatas como o Rei das Sombras. Ela pode aplicar essas defesas a outros ao redor dela também.

Faca Psíquica: Descrita como "a totalidade focalizada de seus poderes psíquicos", ela canaliza e foca intensamente seus poderes psíquicos em suas mãos para criar "lâminas psíquicas" extremamente afiadas de pura energia mental, as quais dizem ser a manifestação física suprema de seus poderes, as quais ela mergulha diretamente na mente de seus alvos. Ela geralmente as usa para afetar os neurônios de seus inimigos, por enfiar a "lâmina" brilhante de energia mental nos crânios deles. Essa lâmina é capaz de matar o adversário.

Controle Mental: Com essa habilidade, Psylocke é capaz de controlar as mentes de outros seres.

Ilusões Telepáticas: Ela possui a habilidade de criar ilusões para tornar a si mesma invisível, se parecer com outra pessoa ou fazer outros vivenciarem eventos que não estão realmente acontecendo.

Detecção Telepática: Ela pode escanear grandes áreas e detectar ameaças ao seu redor. Ela também pode detectar a psique de habitantes de uma cidade para descobrir da condição deles.

Paralisia Mental: A habilidade de induzir temporariamente uma paralisia mental ou física.

Amnésia Mental: Psylocke é capaz de apagar memórias particulares ou causar amnésia total.

Rajadas Psíquicas: Pode projetar rajadas de força psíquica, as quais não possuem efeito físico, mas podem afetar a mente da vítima, causando dor, inconsciência ou até mesmo a morte.

Imunidade Psíquica: Psylocke demonstrou possui imunidade a certos ataques psíquicos, como a leitura de mentes e ilusões.

Projeção Astral: Ela pode projetar sua forma astral de seu corpo para planos astrais ou até mesmo em planos físicos. No plano astral, ela pode mentalmente criar objetos psíquicos e manipular os aspectos de seu ambiente.

Precognição: Psylocke ocasionalmente tem sonhos precognitivos.

Mestre em Combate Telepático: Como telepata, Psylocke tira proveito de seus poderes em uma luta lendo os movimentos de seus oponentes segundos antes de eles o realizarem, dando a ela a oportunidade de contra-atacar mais rápido.

Mestre em Artes Marciais: Psylocke foi classificada como uma mestre em artes marciais, embora as artes de combate específicas que ela dominou nunca tenham sido reveladas. Provavelmente, como uma ninja, ela é hábil em várias técnicas de Ninjutsu, como Taijutsu e Kenpo. Embora ela seja conhecida como uma ninja e tenha trabalhado para O Tentáculo como uma, suas habilidades e técnicas de combate superam as dos Ninjas do Tentáculo ou dos Espectrais da Aurora Escarlate. Também foi dita que suas habilidades rivalizam com as de um grande mestre ninja (faixa-preta de 10º Dan ou acima). Psylocke também recebeu treinamento extra da versão do Dentes de Sabre da Era do Apocalipse e do Ogun de uma realidade alternativa, o que desenvolveu amplamente suas habilidades. Psylocke também é extremamente habilidosa no uso de todas as armas Ninjas, métodos de furtividade, movimentos silenciosos, infiltração, ocultação, fuga e evasão, métodos de disfarce, espionagem e acrobacias Ninja.

Conte o histórico


Tinha sido um longo tempo desde que alguma coisa deixara-me verdadeiramente tensa, mas ler aquela simples seleção de palavras — aquela identificação doentia que um dia coubera a mim — foi o suficiente para acordar cada nervo em meu corpo.

Paciente 13, lia-se na pasta pousada sobre a mesa. Paciente, como se o que eles fizeram a mim fosse algum tipo de tratamento.

Eles — os autores do arquivo que se encontrava diante de mim — se auto-denominavam cientistas. Para mim não passavam de uns lunáticos, se quer saber, mas conseguiram me manter sob controle por uns seis anos, de qualquer maneira.

Eu fui parte de um experimento; diziam que eu era uma peça chave para um projeto que mudaria o mundo, que era uma honra ser capaz de contribuir para um bem maior e todo aquele blá blá blá típico de malucos que à esta altura você pode adivinhar. Eram ávidos por um conhecimento impossível de se alcançar e estavam dispostos a fazer uso dos mais cruéis meios para o fim que desejavam — tortura inclusa, para meu azar. 

Graças a isso, física e mentalmente, eu fui levada ao limite todo e cada dia de minha miserável vida.
Colocavam-me diante dos mais horrendos cenários, plantavam memórias falsas e faziam-me experienciar eventos que não eram reais somente para que meus poderes se manifestassem, para estudar a minha reação. Buscavam padrões, informações, coisas que eu não era capaz de entender, tampouco controlar. Caso esteja se perguntando como acabei no purgatório — e sim, era assim que eles próprios chamavam o lugar —, eu nunca tive ninguém para me proteger. Morava em um orfanato simples, onde meus pais — imagino — me abandonaram, e por isso não foi difícil me levar.

Mas, graças a ignorância daqueles cientistas, eu fui capaz de fugir.

Passaram tanto tempo fascinados com a extensão de meus poderes que não perceberam que eu desenvolvi a capacidade de usá-los, por efeito de seus próprios experimentos estúpidos. O feitiço virou contra o feiticeiro. Tornei-me mais poderosa do que o mutante que usavam para suprimir meus poderes; entrei em sua mente, como inconscientemente me ensinaram, e o controlei feito uma marionete, usando meus poderes por vontade própria pela primeira vez. Seria mentira se eu dissesse que não apreciei a sensação de brincar depois de tantos anos sendo o brinquedo. Foi como sentar-se próximo à uma lareira em um dia frio: relaxante e agradável.

Mas isso aconteceu há cerca de seis anos; cá está o pequeno número 13 queimado à ferro em minha nuca que não me permite mentir. Tornei-me uma adulta, uma mercenária e até parte de um esquadrão, embora a ideia de trabalhar em equipe ainda me faça torcer o nariz. De leve.

Eu deixei de ser a Paciente 13 por completo; enterrei-a no fundo de minha mente, junto à cicatriz que marcava meu segredo e o arquivo que guardava em um lugar seguro.
Assim nasceu Psylocke.

O meu verdadeiro eu.


Outras Coisas


i. Referências;




Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum