Willians, Sebastian H.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Willians, Sebastian H.

Mensagem por Sebastian H. Willians em Qui Mar 23, 2017 9:34 pm

Original




Escreva os dados


i. A NOMENCLATURA: "Sebastian H. Willians"
ii. COMO É CONHECIDO: Tar'eK ou Titan (Esse ultimo assumiu como sua Alcunha).
iii. TIPAGEM SANGUÍNEA:  Kryptoniano.
iv. QUANTAS ESTAÇÕES VIVEU: 25 anos.
v. PRIMEIRO RESPIRO: 03/07/1991.
vi. DESCENDENTE DE QUE POVO: Americana.
vii. COMPORTAMENTO: Bondade Caótica.
viii. COMUNIDADE: Anti-Herói.

Informe os atributos


i. PONTOS DE ATRIBUTO: 60 PA
ii. ESPECIALIZAÇÃO:  Resistente (+5 de Resistência)
iii. ATRIBUTOS:



FORÇA: 15INTELIGÊNCIA: 12
RESISTÊNCIA: 20 (+5)AGILIDADE: 08
VIGOR: 12CARISMA: 08



Diga as perícias


i. PERÍCIAS: A princípio, só terá UM PONTO DE PERÍCIA para distribuir, logo, obviamente, ela, a única, estará no nível calouro.

ii. FURTIVIDADE, nível (pedagogo)


Cite os poderes


i. SUPER-PODERES:


i. Raça = Kryptoniano

As Habilidades

i. SUPER-FORÇA: o seu poder de ataque é poderoso, notavelmente acima dos humanos normais. Não possuem dificuldade alguma em destruir paredes metálicas com um soco qualquer;

ii. VOO: têm a capacidade de ficar suspensos no ar, assim como de sair fora do planetar, ao manipular a gravidade sobre os próprios corpos, fazendo com que esta seja eliminada;

iii. VISÃO DE CALOR: ejetando uma rajada de tom avermelhado de suas córneas de altíssima temperatura;

iv. VISÃO DE RAIO-X: como um aparelho de raio-x, conseguem enxergar a estrutura ósseo dos seres, até mesmo através de paredes;

v. VISÃO TELESCÓPICA: o sentido visual é mais apurado que os humanos normais, podendo dar zoom;

vi. SUPER-AUDIÇÃO: semelhante à visão, os kryptonianos são donos de uma audição incomum, assim, ouvem algo a quilômetros de distância;

vii. SOPRO CONGELANTE: diferente da visão de calor, o sopro do kryptoniano é gélido, congelante. Eles não têm dificuldade alguma em congelar alguém com o sopro;

viii. VELOCIDADE SOBRE-HUMANA: a velocidade é muito acima dos humanos, seja andando/correndo ou voando, atingindo, certas vezes, km/h.;

ix. REGENERAÇÃO: recuperam-se de ferimentos com velocidade absurda, porém, depende da gravidade do mesmo;

x. LONGEVIDADE: vivem muitos anos, enquanto mantém uma aparência jovial;

xi. INVULNERABILIDADE: balas e qualquer coisa feito de metal não afetam o físico do kryptoniano, que é como uma parede espessa.


As fraquezas

i. A KRYPTONITA é, sem dúvida, a mais conhecida fraqueza dele. É tão famosa que, atualmente, a palavra kryptonita é usada como sinônimo de fraqueza, assim como a expressão "calcanhar de aquiles". Seu sangue pode ser afetado pela alta carga negativa dos íons do núcleo de Krypton, que foi exatamente a radiação responsável pela destruição do planeta. Os fragmentos radioactivos do planeta, composto pelo mineral chamado kryptonita, foram lançados ao espaço pela explosão. Geralmente, aparece sob a forma de cristal verde, mas existem também variedades de outras cores, como a vermelha e a preta, que têm propriedades diferentes. Assim como o sol amarelo concede os poderes ao homem-de-aço, o sol vermelho os retira.

ii. Também, já foi visível que os cidadãos de Krypton têm fraqueza à magia.



Conte o histórico


história

Momentos antes da destruição de Krypton, o pequeno Tar’Ek de apenas dez anos é enviado a Terra por seus pais seguindo a nave de outros semelhantes, para sobreviver. Entretanto, a nave de Tar’Ek e de um dos semelhantes são atingidas por uma onda de choque e ambas são lançadas para dentro da Zona Fantasma, uma prisão intergaláctica atemporal.
Após um período adormecido, a nave de Tar’Ek deixa a Zona Fantasma e alcança a Terra, aonde em uma queda na propriedade dos Willians um galpão isolado em Hoboken, uma família rica de Nova York deixa todos atônicos. A queda é interceptada por dos Kryptonianos habitam na terra que alerta a família sobre a origem da nave e do viajante dentro dela, porem os mesmos decidem aceitar cuidar do jovem rapaz, o mesmo com poucas lembranças sobre seu passado, por conta da queda a memória dele foi afetada, também aceita ficar com a família e é adotado como Sebastian H. Willians o mesmo nome do filho do casal que morreu anos atrás em um acidente de carro.
Cinco anos se passam, nesse período o jovem foi ensinado sobre o valor das coisas e também a ajudar o próximo contra injustiças, a família Willians era conhecida como grande filantropa, mas quando Sebastian estava indo junto com seus pais que iriam para uma festa arrecadar fundos para um projeto social a limusine da família derrapa na pista e cai da ponte de Manhattan, aonde todos da família morrem menos Sebastian que sobrevive “milagrosamente”.
Após sobreviver Sebastian vai para a casa de um dos seus tios o famoso Thomas Willians, que no primeiro momento se demonstrou totalmente preocupado com o rapaz, mas na verdade o que ele queria era a fortuna herdada pelo jovem. Depois de certas investidas Thomas conseguiu enganar Sebastian fazendo-o assinar alguns documentos passando o comando das empresas Willians para seu tio, com isso o jovem é deixado de lado porem no testamento de seus pais Sebastian é herdeiro de grandes propriedades o que deixou o rapaz seguro por algum tempo.
Com o passar dos anos Thomas conseguiu ser tutor da fortuna de Sebastian e com negociatas erradas perdeu toda a fortuna tanto sua própria quanto a do rapaz para um grande empresário de Nova York, porem o galpão aonde a nave de Tar’Ek caiu e ficou escondida ficou a salva por conta da sua localização e outros pequenas propriedades de valor irrisórios, com isso o jovem decidiu ir morar em Jersey City aonde com o pouco dinheiro que lhe restou ele comprou um pequeno apartamento próximo do galpão em Hoboken.
Depois de algum tempo procurando emprego Sebastian conseguiu um como fotografo do New York Times, inicialmente como uma espécie de estagiário, graças ao curso de fotografia que fez fora do país enquanto ainda tinha a fortuna da família Willians, ainda utilizando pouco dinheiro que tinha mandou fazer um uniforme para si com um desenho das poucas lembranças que tinha antes da queda e passou a utilizar do nome de “Titan”, para ajudar os demais Kryptonianos na Terra a combater o crime, Sebastian usa seu galpão em Hoboken como esconderijo.

Outras Coisas


opcional

I. A queda da Nave de Tar’Ek foi em uma das propriedades da família nas proximidades de Nova York, essa propriedade ainda se encontra com Sebastian, pois o empresário não teve interesse nela por conta da sua localização.
II. Sebastian tem pequenos apartamentos que não foram aceitos pelo empresário é deles que o jovem complementa a renda para manter o galpão e atualizações de seu esconderijo.
III. Sebastian viveu quatro anos em Londres, desde os 19 anos até os 23 anos de idade fazendo seu curso de fotografia.
IV. Uniforme usado Imagem aqui



Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum