M.I.B. hoje, L.O.S.T. amanhã

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

M.I.B. hoje, L.O.S.T. amanhã

Mensagem por Liam Hughes Sawyer em Sex Mar 31, 2017 3:15 am

M.I.B. hoje, L.O.S.T. amanhã
A roleplay é iniciada pelo post de Steven Abraham O'Keefe, seguindo por Liam Hughes Sawyer. Estando, portanto, FECHADA para os demais. Passando-se esta em 25 de março de 2017, Manhattan. O conteúdo é LIVRE. Atualmente, as postagens estão EM ANDAMENTO.



_________________


It's time to trust my instincts!
Some things I cannot change
But till I try, I'll never know!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: M.I.B. hoje, L.O.S.T. amanhã

Mensagem por Liam Hughes Sawyer em Sex Mar 31, 2017 1:59 pm

The teenage rush
When the call came down the line


Minhas noites de sono geralmente são boas, com lembranças boas, possibilidades estranhas do dia a dia e o mais peculiar e que eu preferia não ter, os pesadelos de momentos ruins das minhas vidas. Odiava ter algumas lembranças e mais ainda reviver sabendo o resultado porque eu sentia tudo de novo, desde o vento até mesmo o desespero e por isso sempre acordava assustado. Dessa vez parecia a mesma coisa, mas quando acordei não me lembrei de nada de sonho, pensei ter tido aqueles sustos que se imagina cair porque a lembrança é rara. Sem resposta do modo prático, então me esforcei um pouco pra usar clarividência e rever.

Não sei se fiz errado, mas tive uma premonição, fora isso que me acordou e não consegui me lembrar disso. Uma nave grande de fora do planeta, pequenos estranhos descendo na Terra, um estranho de cabelos claros conversando bem perto de mim e alguns estranhos com peles diferentes dos humanos. A sensação foi de receio e preocupação. Consegui rever essa premonição com mais detalhes uma segunda vez e pela parte do garoto então iria procurar respostas ali mesmo, em Manhattan.

Não demorei quase nada com um piscar estava no banheiro, me despi e tomei banho. Em seguida me sequei e fui para o quarto me arrumar, e mais rápido ainda pra me vestir pois há a telecinese pra ajudar com as roupas. O campo aéreo do cômodo pode ter ficado tumultuado, mas logo as roupas se dobraram e foram retornando para as gavetas de origem. Talvez tenha uma camisa na gaveta errada? Provavelmente, mas era o de menos pra ser prático em meio a minha pressa. Mais uma vez no banheiro encerrando minhas arrumações e enfim uma última piscada com o destino esperado; Manhattan.


O teleporte falhara parcialmente, pois não havia ido ao bairro ainda então me teleportei para campo aberto e tive de voar assim que cheguei. Redirecionei meu foco para o chão procurando já algum lugar para um pouso correto e foi no primeiro beco sem movimento que aproveitei. Foi como desejar focar mais de perto e como um sonho cortado, já estava lá em seguida. Olhei envolta pra saber exatamente o que tinha envolta, mas apenas um pouco de água empossada e latas de lixo mais ao fundo daquele corredor, não me demorei muito ali e sai procurando a esquina que vi na premonição.

Não estava errado, em poucos minutos e algumas esquinas puladas com os saltos de lugares, já encontrei o que vi e embaixo dele havia uma lanchonete com mesas do lado de fora. Dei de ombros e me sentei de frente para a rua como na visão, pedi um cappuccino com açúcar a parte. Sabia que faltava alguém e estava atento para quando esse alguém viesse. Não sabia quem era ainda, mas de alguma forma reconhecia que ele deveria me ajudar com os outros elementos da premonição.




Informações:
Reencarnado X-Man
Nivel: 10
Especialização: Intelectual.

Atributos:
Código:
FORÇA: 17 INTELIGÊNCIA: 12 + 5
RESISTÊNCIA: 20 AGILIDADE: 21
VIGOR: 20 CARISMA: 14

Perícias:
Código:
i. LUTA DE RUA, nível experiente;
ii. MUAY THAI, nível experiente;
iii. RESISTÊNCIA À TORTURA, nível experiente;
iv. PRONTIDÃO, nível experiente;
v. MIRA, nível experiente;

Poderes
Código:
i. TELECINESE: é o poder do ganho da manipulação e controle de copos somente com a força mental, sem o auxílio de nenhum movimento físico. O uso de tal poder depende da criatividade do telecinético, mas em geral permite a levitação, locomoção, o disparar ou o quebrar qualquer objeto físico;


ii. TELECINESE MOLECULAR: um dos poucos telecinéticos capazes de controlar moléculas, alterando a forma física e química de um objeto;


iii. ILUSÃO TELECINÉTICA: consegue distorcer e manipular poeira e vapor para refratar ondas de luz, criando ilusões telecinéticas;


iv. INVISIBILIDADE TELECINÉTICA: um dos poucos telecinéticos capazes de distorcer lasers e até mesmo a luz, para tornar-se invisível;


v. TELEPATIA: telepata de primeira ordem mesmo sem tanto treinamento como muitos telepatas famosos. Consegue ler o que outros pensam, além de induzir ou manipular terceiros. Também por meio disso, projetar seus próprios pensamentos como forma de comunicação;


vi. HIPNOSE: habilidade de introduzir sensações ao cérebro de outra pessoa, o conduzindo ao transe. A hipnose pode ser usada para persuadir uma pessoa, conduzi-la a fazer ações ou responder a perguntas;


vii. RAJADA PSIÔNICA: capacidade de sobrecarregar a mente, causando dor, perda de memória, perda de consciência, estado vegetativo ou morte depois de ter criado uma conexão psiônica com a mente da pessoa;


viii. REGENERAÇÃO: permite acelerar o processo de regeneração de si mesmo, ou de outras pessoas, dependendo da ferida pode ser mais rápido, ou inútil. Esse poder não faz milagres;


ix. TELEPORTE: capaz de se teleportar para qualquer lugar;


x. PREMONIÇÃO: habilidade de prever acontecimentos futuros. Ele alega ter mais de 300 meios de prever o futuro, entrando em diferentes correntes temporais;


xi. CLARIVIDÊNCIA: capacidade de sentir e ver acontecimentos que estejam ocorrendo naquele instante;


xii. RESISTÊNCIA MENTAL: habilidade de resistir mais a ataques psiquicos de outros telepatas, ou até mesmo a aguentar poderes que afetem a mente como ilusionismo e sedução. Em comparação de poder, poderia nem sequer sofrer danos se o oponente for mais fraco;


xiii. PSICOMETRIA: capacidade de ler resíduos psíquicos em objetos, como uma história do objeto mostrando outros donos, por onde já esteve e até mesmo quem já o tocou;


xiv. CAMPO DE FORÇA: confere ao poderio de gerar um campo de força protetor ao redor de um personagem ou em um local específico. Este campo pode ter diferentes propriedades e níveis de resistência de acordo com o desejado pelo usuário;


xv. PROJEÇÃO ASTRAL: é a capacidade para deixar seu corpo com vida e ficar vagando como espírito. Essa habilidade é perigosa se não for utilizada sob  total isolamento para proteger seu corpo contra um possível ataque;


xvi. EMISSÃO DE ENERGIA CONCUSSIVA: é a capacidade de lançar através do seu olho esquerdo, ou pelas suas mãos, um raio de energia concussiva, que não emite calor, podendo ser de forma voluntaria.

_________________


It's time to trust my instincts!
Some things I cannot change
But till I try, I'll never know!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: M.I.B. hoje, L.O.S.T. amanhã

Mensagem por Steven Abraham O'Keefe em Sex Mar 31, 2017 3:06 pm



Marte não ataca

▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄
Visões do futuro em uma mesa sem bola de cristal e cartas, apenas bebidas e muitas vozes?


Na madrugada de hoje, eu pensava em como deve ser para gente normal despertar poderes dignos de mitos, como força para matar dragões ou andar sobre a água. Devem questionar a própria sanidade logo após se beliscarem para provar a si mesmos que estão acordados. Há quem não suporte essa mudança em sua realidade. Para minha sorte — ou talvez seja azar —, estou em uma vida fora do padrão saudável mentalmente desde que eu me recordo e, por conta dessa loucura, não passei por dificuldades em aceitar as habilidades fantásticas que possuo.
Em meu apartamento — pago por alguém que não me recordo —, costumo ter todo esse tempo para reflexões filosóficas e sociais. Todavia, logo após permitir o acesso da luz do dia depois de abrir as cortinas, fui pego de surpresa por rabiscos nas paredes feitos com tinta.
“Manhattan, manhã”, “bebidas em Manhattan”, “espaço e perigo”, “Aliança Secreta Mudança para Steven”, era tudo que se encontrava bagunçado e em muitas cores para se ler no meu quarto. Palavras aleatórias de uma mente esquizofrênica, de acordo com o pintor que eu precisaria contratar, mas eram mais.
Dei início a minha rotina matinal após levantar da cama: banho em água muito quente para acordar, escovar os dentes para nunca retornar ao dentista, escolher a roupa mais chamativa do dia — por exceção das que gritam “Me mate, por favor” o tempo todo —, tomar três analgésicos, sendo três a mais que o necessário, e o café-da-manhã composto por bacon, ovos, salsicha, cereal, waffles e um refrigerante ou suco natural, mas essa última etapa não fiz hoje. De acordo com a previsão de tinta, haveria bebidas em Manhattan e, sendo de manhã, eu arriscaria dizer que seria café.

Com uma caminhada de trinta minutos, um táxi ladrão que me levou treze dólares e seis minutos andando de skate (nunca antes visto por mim), cheguei a uma lanchonete. Não sabia o porquê de ser aquela, como de praxe, mas larguei o skate no meio da calçada e fui em direção a uma das mesas ocupadas. Havia um homem, mais velho, ou talvez mais novo. Não importava.
— Um erro comum de telepatas é se manter escondido, oculto o tempo inteiro. É bom quando se está realmente fora de vista, mas, no seu caso... — falei para o desconhecido que era um telepata, dos bons, vale ressaltar. — Desculpa, eu sou o Steven — apresentei-me antes que ele tentasse ler a minha mente. Coisas boas não costumam acontecer quando invadem meu espaço pessoal.
Antes que eu pudesse me dar conta, estava sentado na frente do telepata enquanto recebia um suco de maracujá natural com muito açúcar.


personalidade — Steven

I'm you, I'm me, I'm everything you wanna be

_________________


help
Alguém consegue me ouvir? Claro que não, é uma mensagem de texto, mas eu a escrevo pensando, é difícil... Por favor, salve-me. Não sei por quanto tempo conseguirei me esconder daquela coisa... daquele monstro. Socorro!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: M.I.B. hoje, L.O.S.T. amanhã

Mensagem por Liam Hughes Sawyer em Sab Abr 01, 2017 12:13 pm

The teenage rush
When the call came down the line


Não precisei buscar telepaticamente por alguém estranhamente interessante na vizinhança, pois como a morte pede carona, minha companhia estava à espreita. Parecia grosseiro de se pensar assim, mas foi como me senti quando ele chegou falando sobre telepatas sendo algo normal de se falar e ainda deixou a frase sem terminar. Queria saber o resto, pois realmente não entendi sua lógica de raciocínio e numa situação normal invadiria a mente alheia pra saber o que era exatamente.

A ausência de facilidade em ler os pensamentos do outros somada com o comentário dele me fez reconhecer a habilidade em comum com o mesmo, sendo assim mantive o bloqueio na minha e me fiz de educado sobre o assunto. Apesar da civilidade em manter as mentes fora do jogo, podia sentir algo grande e bem bagunçado na minha frente, como um cubo mágico com lados demais pra uma criança conseguir arrumar sozinha.

Lembrando da minha realidade original, um telepata com mente confusa só me vinha em mente minha própria mãe, mas ele não era Jean Grey, pois não sentia isso nele. De alguma forma sabia que ele era novo pra mim, mesmo sem quase nenhuma informação exata do mesmo. Ele então se apresentou e logo em seguida nos foram servidos um suco pra ele e cappuccino pra mim. Aproveitei da bebida pra provar a dose de açúcar e segui com uma rápida explicação:

- Eu fui criado como uma arma secreta e só depois de fugir que me ensinaram sobre a guerra e estratégias, mas devido a uma mudança de ares não sinto mais tanto risco de agir de longe como onde cresci. - Me calei por achar que era excesso de informação desnecessária sendo que ele não precisava se preocupar com aquilo naquele momento, o objetivo de estarmos ali era outro. O dilema parcial era se eu me apresentava, ou não, pois ele sabia que eu tinha poderes mentais, mas será que sabia meu nome?

Curiosidade a parte, decidi ser educado e prosseguir com o questionamento: - Pode me chamar de Liam, mas o que exatamente lhe trouxe aqui? - Se a resposta fosse a mesma, a preocupação seria mais oficial, talvez também tivesse alguma ligação com a memória dele e o que eu previ, como uma união pra ter uma ideia geral. Isto é, além do planeta precisar de uma linha de frente contra aquilo que pareceu aliens.




Informações:
Reencarnado X-Man
Nivel: 10
Especialização: Intelectual.

Atributos:
Código:
FORÇA: 17 INTELIGÊNCIA: 12 + 5
RESISTÊNCIA: 20 AGILIDADE: 21
VIGOR: 20 CARISMA: 14

Perícias:
Código:
i. LUTA DE RUA, nível experiente;
ii. MUAY THAI, nível experiente;
iii. RESISTÊNCIA À TORTURA, nível experiente;
iv. PRONTIDÃO, nível experiente;
v. MIRA, nível experiente;

Poderes
Código:
i. TELECINESE: é o poder do ganho da manipulação e controle de copos somente com a força mental, sem o auxílio de nenhum movimento físico. O uso de tal poder depende da criatividade do telecinético, mas em geral permite a levitação, locomoção, o disparar ou o quebrar qualquer objeto físico;


ii. TELECINESE MOLECULAR: um dos poucos telecinéticos capazes de controlar moléculas, alterando a forma física e química de um objeto;


iii. ILUSÃO TELECINÉTICA: consegue distorcer e manipular poeira e vapor para refratar ondas de luz, criando ilusões telecinéticas;


iv. INVISIBILIDADE TELECINÉTICA: um dos poucos telecinéticos capazes de distorcer lasers e até mesmo a luz, para tornar-se invisível;


v. TELEPATIA: telepata de primeira ordem mesmo sem tanto treinamento como muitos telepatas famosos. Consegue ler o que outros pensam, além de induzir ou manipular terceiros. Também por meio disso, projetar seus próprios pensamentos como forma de comunicação;


vi. HIPNOSE: habilidade de introduzir sensações ao cérebro de outra pessoa, o conduzindo ao transe. A hipnose pode ser usada para persuadir uma pessoa, conduzi-la a fazer ações ou responder a perguntas;


vii. RAJADA PSIÔNICA: capacidade de sobrecarregar a mente, causando dor, perda de memória, perda de consciência, estado vegetativo ou morte depois de ter criado uma conexão psiônica com a mente da pessoa;


viii. REGENERAÇÃO: permite acelerar o processo de regeneração de si mesmo, ou de outras pessoas, dependendo da ferida pode ser mais rápido, ou inútil. Esse poder não faz milagres;


ix. TELEPORTE: capaz de se teleportar para qualquer lugar;


x. PREMONIÇÃO: habilidade de prever acontecimentos futuros. Ele alega ter mais de 300 meios de prever o futuro, entrando em diferentes correntes temporais;


xi. CLARIVIDÊNCIA: capacidade de sentir e ver acontecimentos que estejam ocorrendo naquele instante;


xii. RESISTÊNCIA MENTAL: habilidade de resistir mais a ataques psiquicos de outros telepatas, ou até mesmo a aguentar poderes que afetem a mente como ilusionismo e sedução. Em comparação de poder, poderia nem sequer sofrer danos se o oponente for mais fraco;


xiii. PSICOMETRIA: capacidade de ler resíduos psíquicos em objetos, como uma história do objeto mostrando outros donos, por onde já esteve e até mesmo quem já o tocou;


xiv. CAMPO DE FORÇA: confere ao poderio de gerar um campo de força protetor ao redor de um personagem ou em um local específico. Este campo pode ter diferentes propriedades e níveis de resistência de acordo com o desejado pelo usuário;


xv. PROJEÇÃO ASTRAL: é a capacidade para deixar seu corpo com vida e ficar vagando como espírito. Essa habilidade é perigosa se não for utilizada sob  total isolamento para proteger seu corpo contra um possível ataque;


xvi. EMISSÃO DE ENERGIA CONCUSSIVA: é a capacidade de lançar através do seu olho esquerdo, ou pelas suas mãos, um raio de energia concussiva, que não emite calor, podendo ser de forma voluntaria.

_________________


It's time to trust my instincts!
Some things I cannot change
But till I try, I'll never know!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: M.I.B. hoje, L.O.S.T. amanhã

Mensagem por Steven Abraham O'Keefe em Sab Abr 01, 2017 3:11 pm



Marte não ataca

▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄
Visões do futuro em uma mesa sem bola de cristal e cartas, apenas bebidas e muitas vozes?


Apesar de Nova Iorque ser um lugar repleto de oportunidades, lojas que vendem toda espécie de produto que se pode querer e toda espécie de comida gordurosa preparada com a intenção de provocar infartos nessa imensa população, ela me faz sofrer por conta das vozes. Não as vozes em minha cabeça, e sim aquelas que vem das mentes de todos ao redor. É difícil deixar de escutar quando alguém está feliz por ter conseguido um bom emprego, quando acabou de receber um pedido de casamento, ou até os pensamentos de um estuprador com alguém num beco. Mas o suco de maracujá natural conseguia diminuir um pouco o volume dos pensamentos alheios, por isso eu o tomava enquanto escutava o homem sentado à minha frente.
Sem uma razão aparente, o ruivo me contou um pouco de sua história. Ele era uma “arma secreta”, algo que estava se tornando muito comum entre as pessoas por todo o globo. Felizmente, nunca conseguiram me capturar para ser usado com fins militares ou científicos, embora fosse uma boa ideia eu me entregar aos militares para ser lançado em campo de batalha, assim arranjando, quem sabe, um fim para essa minha vida miserável.

A defesa psíquica de Liam, o ruivo, impedia-me de saber tudo que importava de verdade sobre ele. Eram barreiras poderosas que necessitariam ser quebradas com técnicas mentais cansativas, ou talvez eu não fosse forte o suficiente. Percebendo isso, decidi que um diálogo à moda antiga era a maneira adequada de resolver o problema.
— Não recomendo questionar a verdadeira razão de minha presença aqui — referi-me às paredes de meu apartamento. Deixar claro que era um maluco já havia se comprovado ser uma péssima escolha. — Mas eu posso contar minhas intenções! — Levei o canudo do meu copo até minha boca para assim terminar meu suco, assim emitindo o som de cubos de gelo batendo no fundo do copo quando terminado o conteúdo líquido. Eu amo aquele som. — Então, eu acho que a cidade está em perigo, ou o mundo. É difícil de explicar, mas eu quero impedir que aconteçam coisas ruins.
As vozes tinham razão, eu não sou bom conversando com pessoas. Inclusive, por causa do que eu falei, minha cabeça se inclinou em direção à mesa, assim direcionando o olhar para ela para evitar contato visual com Liam. Os dedos de minhas mãos batiam na mesa sem produzir barulho, somente um ritmo que acelerava quanto mais tempo observava. Eu estava um pouco nervoso.

— Melhor eu mostrar uma coisa — disse antes de direcionar uma cópia da minha memória dessa manhã para o ruivo, permitindo assim que ele tivesse acesso somente aquele fato entre todos da minha cabeça. Ele poderia ver a parede e suas mensagens em várias tintas, além das minhas mãos também pintadas. — Eu... posso ver... Quero dizer, eu recebo mensagens enigmáticas sobre o futuro. Isso que mostrei é uma que recebi hoje, é o motivo pelo qual estou aqui agora.
Ainda sem olhar para o ruivo, eu pedi mais um suco para a garçonete.


personalidade — Steven

I'm you, I'm me, I'm everything you wanna be

_________________


help
Alguém consegue me ouvir? Claro que não, é uma mensagem de texto, mas eu a escrevo pensando, é difícil... Por favor, salve-me. Não sei por quanto tempo conseguirei me esconder daquela coisa... daquele monstro. Socorro!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: M.I.B. hoje, L.O.S.T. amanhã

Mensagem por Liam Hughes Sawyer em Qua Abr 05, 2017 2:04 pm

The teenage rush
When the call came down the line


A fala do outro me fez sobre querer escutar o que ele tinha pra dizer. Não sabia realmente quem ele era, mas já havia visto filmes o suficiente que quando alguém não quer que saibam a razão da presença deles ali, era quase certo que eles tinham criado algum problema que não iriam conseguir resolver. A minha parte original Liam queria ir embora dali e ele que se fodesse sozinho, mas a versão que viveu a vida fugindo, brigando e destinado a acabar com um líder opressor queria salvar essa versão de mundo tão calma.

Me policiei a não invadir a mente dele, apesar de me manter atento com aquele carnaval da mente dele que só pelo visual me fazia imaginar que aquilo mudaria de alguma forma talvez com o uso de poderes dele. Bebi mais do meu cappuccino pra eu manter minha boca ocupada e não fazer perguntas que ele não iria responder novamente. A explicação dada foi razoável como todo personagem maluco querendo impedir um apocalipse. Seria ele um James Cole? Se fosse iria dar na cara dele.

Porra, vem do futuro e ainda quer fazer joguinhos pra salvar o mundo. Que merda, já devia vir com as questões resolvidas no futuro e salve o mundo com as respostas certas. Ele olhava pra mesa e estranhamente senti algum tipo de empatia “normal” por ele como se soubesse o nervosismo de colocar em palavras o que sentia, ou pensava. A telepatia nos fornecia esse falso escudo, essa proteção que deveria nos proteger, mas também nos fere sem que percebamos antes de nos causar danos sérios.

Tentei ser antissocial, às vezes era mais fácil do que se imaginava, mas ali não. Estava exposto e não tão preocupado em sumir quanto deveria, acho que a curiosidade no outro me desencadeava a insistência em ficar. E então o outro decidir se explicar de alguma forma rasa por não querer a mim em toda sua mente invadindo seus segredos. As palavras dele em meio a memória do mesmo foi como aqueles narradores inúteis de filmes explicando o que vemos claramente.

Uma porta pra mim, era uma invasão pra ele, mas seria mais sutil e não dolorosa. Captei sua energia, ele lembrava alguém, mas não tinha certeza porque nenhum deles eram marcados por premonições. A ideia de ajudar o mundo era clara, então deveria retribuir sua explicação com a minha também, apenas sorri e o avisei: - Eu também tenho uma. - Toquei sua mão direita e projetei em sua mente a minha visão. Agradeci a garçonete e concordei com outro cappuccino também.

Levantei a mão depois da mensagem acabar, mas desci e a apertei pra chamar a atenção dele pra mim: - O que você tem? Você era alguém que tinha problemas com seus poderes e esse é um deles? Ou teve algo haver com o que tem nessas visões?




Informações:
Reencarnado X-Man
Nivel: 10
Especialização: Intelectual.

Atributos:
Código:
FORÇA: 17 INTELIGÊNCIA: 12 + 5
RESISTÊNCIA: 20 AGILIDADE: 21
VIGOR: 20 CARISMA: 14

Perícias:
Código:
i. LUTA DE RUA, nível experiente;
ii. MUAY THAI, nível experiente;
iii. RESISTÊNCIA À TORTURA, nível experiente;
iv. PRONTIDÃO, nível experiente;
v. MIRA, nível experiente;

Poderes
Código:
i. TELECINESE: é o poder do ganho da manipulação e controle de copos somente com a força mental, sem o auxílio de nenhum movimento físico. O uso de tal poder depende da criatividade do telecinético, mas em geral permite a levitação, locomoção, o disparar ou o quebrar qualquer objeto físico;


ii. TELECINESE MOLECULAR: um dos poucos telecinéticos capazes de controlar moléculas, alterando a forma física e química de um objeto;


iii. ILUSÃO TELECINÉTICA: consegue distorcer e manipular poeira e vapor para refratar ondas de luz, criando ilusões telecinéticas;


iv. INVISIBILIDADE TELECINÉTICA: um dos poucos telecinéticos capazes de distorcer lasers e até mesmo a luz, para tornar-se invisível;


v. TELEPATIA: telepata de primeira ordem mesmo sem tanto treinamento como muitos telepatas famosos. Consegue ler o que outros pensam, além de induzir ou manipular terceiros. Também por meio disso, projetar seus próprios pensamentos como forma de comunicação;


vi. HIPNOSE: habilidade de introduzir sensações ao cérebro de outra pessoa, o conduzindo ao transe. A hipnose pode ser usada para persuadir uma pessoa, conduzi-la a fazer ações ou responder a perguntas;


vii. RAJADA PSIÔNICA: capacidade de sobrecarregar a mente, causando dor, perda de memória, perda de consciência, estado vegetativo ou morte depois de ter criado uma conexão psiônica com a mente da pessoa;


viii. REGENERAÇÃO: permite acelerar o processo de regeneração de si mesmo, ou de outras pessoas, dependendo da ferida pode ser mais rápido, ou inútil. Esse poder não faz milagres;


ix. TELEPORTE: capaz de se teleportar para qualquer lugar;


x. PREMONIÇÃO: habilidade de prever acontecimentos futuros. Ele alega ter mais de 300 meios de prever o futuro, entrando em diferentes correntes temporais;


xi. CLARIVIDÊNCIA: capacidade de sentir e ver acontecimentos que estejam ocorrendo naquele instante;


xii. RESISTÊNCIA MENTAL: habilidade de resistir mais a ataques psiquicos de outros telepatas, ou até mesmo a aguentar poderes que afetem a mente como ilusionismo e sedução. Em comparação de poder, poderia nem sequer sofrer danos se o oponente for mais fraco;


xiii. PSICOMETRIA: capacidade de ler resíduos psíquicos em objetos, como uma história do objeto mostrando outros donos, por onde já esteve e até mesmo quem já o tocou;


xiv. CAMPO DE FORÇA: confere ao poderio de gerar um campo de força protetor ao redor de um personagem ou em um local específico. Este campo pode ter diferentes propriedades e níveis de resistência de acordo com o desejado pelo usuário;


xv. PROJEÇÃO ASTRAL: é a capacidade para deixar seu corpo com vida e ficar vagando como espírito. Essa habilidade é perigosa se não for utilizada sob  total isolamento para proteger seu corpo contra um possível ataque;


xvi. EMISSÃO DE ENERGIA CONCUSSIVA: é a capacidade de lançar através do seu olho esquerdo, ou pelas suas mãos, um raio de energia concussiva, que não emite calor, podendo ser de forma voluntaria.

_________________


It's time to trust my instincts!
Some things I cannot change
But till I try, I'll never know!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: M.I.B. hoje, L.O.S.T. amanhã

Mensagem por Steven Abraham O'Keefe em Sex Abr 07, 2017 2:51 am



Marte não ataca

▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄
Visões do futuro em uma mesa sem bola de cristal e cartas, apenas bebidas e muitas vozes?


Conversar com um telepata poderoso que não invadisse minha mente por curiosidade era comparável a pular amarelinha em um campo minado. Os números nunca estavam a meu favor. Após ter meu espaço mental invadido, coisas boas não possuíam o hábito de acontecer. Todavia, o ruivo na lanchonete pareceu respeitar minha privacidade, ou apenas foi sábio o bastante para temer tudo que há em minha cabeça.
“Primeira vez em quanto tempo? Acho que nunca antes evitaram...”

Após me mostrar as premonições que tivera, Liam se mostrou interessado nas razões para eu bloquear minha mente contra telepatas. Uma reação não surpreendente, visto que a curiosidade sempre andava com os tolos e assim surgiam os problemas. Em algum momento ele tentaria ler minha mente e se arrependeria. Então, como garantia de que ele não cometesse tal erro absurdo, resolvi experimentar conhecer a reação dele com minha explicação.
— Sabe as vozes que dizem para você fazer ou não fazer alguma coisa? Aquilo que chamam de consciência boa e má. Bem, eu tenho muito mais que duas e elas não apenas me dizem coisas... — Poupei detalhes acerca de meu transtorno dissociativo de personalidade, pois poderia fazê-lo pensar que eu era maluco demais e assim fosse embora da lanchonete sem me oferecer uma chance de me provar útil. — Eu tenho alguns poderes também, mas para usá-los eu preciso permitir que a voz, dona dessa habilidade, utilize. No caso das mensagens sobre o futuro, é uma voz feminina que aparece pouco regularmente — menti sobre deixar que a personalidade me usasse, pois nem sempre era necessário o meu consentimento, como no caso do poder de ver o futuro.

Em uma bandeja metálica, mais um copo com conteúdo amarelo e um canudo dentro foi levado até a mesa em minha frente. Ofereci um sorriso e agradeci com movimento de um “obrigado” com os lábios para a garçonete que se distanciou após entregar meu pedido.
O suco de maracujá me acalmava, permitia que não ficasse ansioso com aquele ambiente social. Os olhares embaraçosos sobre mim e os sussurros, além dos pensamentos, se definhavam a cada sugada que eu dava do meu suco. Talvez aquilo fosse a urina dos anjos.

— Acredito que devemos fazer algo a respeito sobre as ameaças que estamos prevendo — comentei finalmente. — Nosso encontro aqui não é obra do acaso, eu imagino. — Levei o canudo mais uma vez à minha boca para terminar o conteúdo dentro do copo. Depois larguei o recipiente sobre a mesa para voltar a atenção ao ruivo. — Acredito que você tenha alguma ideia — afirmei ao tentar adivinhar o que se passava na cabeça dele. Não queria ser um hipócrita lendo sua mente, portanto, preferi fingir que lia, o que era algo diferente, eu acho.
Se eu estivesse correto, Liam irá me propor uma aliança para manter a cidade segura e, talvez, o mundo também. “Eu e essas ideias malucas...”



personalidade — Steven

I'm you, I'm me, I'm everything you wanna be

_________________


help
Alguém consegue me ouvir? Claro que não, é uma mensagem de texto, mas eu a escrevo pensando, é difícil... Por favor, salve-me. Não sei por quanto tempo conseguirei me esconder daquela coisa... daquele monstro. Socorro!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: M.I.B. hoje, L.O.S.T. amanhã

Mensagem por Liam Hughes Sawyer em Sex Abr 07, 2017 7:17 am

The teenage rush
When the call came down the line


Não sabia exatamente em levar ele a sério, parecia que ele aceitava apenas partes do que falava, mesmo que eu quisesse a resposta de tudo e ele só me desse parcialmente, ou quase nada. Queria mais, inicialmente não desejei ter invadido antes a mente dele e saber com quem lidava, seus poderes não era tão aleatórios assim e telepatas bons capazes de ler o futuro eram mais raros. Sua explicação sobre vozes me fez lembrar da bruxa escarlate que brincava com a realidade, mas ainda não estava claro.

Engoli em seco, mais uma vez em tentação e confirmei com a cabeça analisando com cuidado como ele era a cada atitude e essas vozes falando coisas diferentes pra ele. Senti meu peito mais pesado a cada respiração quando ele falou de habilidades e que apenas algumas vozes teriam certas habilidades do mesmo. Arregalei meus olhos lembrando dos arquivos de Osborn sobre o filho do Xavier, David e sua alcunha Legião.

Alguns incidentes e as personalidades dividindo seus poderes. Reconhecia o perigo na minha frente, mas assim como eu não era aquela arma contra Apocalipse, ele também não deveria ser julgado por outra realidade. Admito ter me deixado levar pelos meus devaneios lembrando de mim mais jovem, comparando minhas vidas, até mesmo meus poderes se desenvolvendo. O problema é que a primeira infância é quase em branco, enquanto que a mais recente foi o mais cliché possível pra uma criança com mãe solteira.

Acompanhei ele sendo atendido como se eu acompanhasse uma novela, queria que ele fosse quem eu achava que era, não sabia de muita coisa, mas o grosso que ele não falava já estava em meus conhecimentos. Como aqueles memes da internet, ele cortou meus pensamentos sobre ele com uma faca de aço comentando sobre nosso assunto original e expôs o óbvio, de estarmos ali por alguma razão. Dei de ombros: - Eu cansei desse mundo de heróis e vilões, onde logo que você é identificado com poderes, deve escolher o que fazer com eles sendo que muitas vezes não se tem escolha.

Acabei olhando para minha mão e a luz envolta da mesma mudando como se mesma sumisse e mudasse de cor, era um passatempo pra divagar interessante. Semicerrei os olhos negando com a cabeça e levantei os olhos pra ele enquanto falava: - Eu quero formar um grupo de proteção do nosso planeta. Já encontrei duas vezes aliens nocivos à Terra e digamos que uma defesa poderosa seria útil em ambos os casos. - Parei de brincar com a luz na mão e indiquei para o mesmo com o pescoço: - Conheço alguém que pode nos ajudar com a parte inicial, pessoas pra monitoramento, equipamento e talvez até mesmo uma sede se quiser fazer parte, apesar das suas vozes.




Informações:
Reencarnado X-Man
Nivel: 10
Especialização: Intelectual.

Atributos:
Código:
FORÇA: 17 INTELIGÊNCIA: 12 + 5
RESISTÊNCIA: 20 AGILIDADE: 21
VIGOR: 20 CARISMA: 14

Perícias:
Código:
i. LUTA DE RUA, nível experiente;
ii. MUAY THAI, nível experiente;
iii. RESISTÊNCIA À TORTURA, nível experiente;
iv. PRONTIDÃO, nível experiente;
v. MIRA, nível experiente;

Poderes
Código:
i. TELECINESE: é o poder do ganho da manipulação e controle de copos somente com a força mental, sem o auxílio de nenhum movimento físico. O uso de tal poder depende da criatividade do telecinético, mas em geral permite a levitação, locomoção, o disparar ou o quebrar qualquer objeto físico;


ii. TELECINESE MOLECULAR: um dos poucos telecinéticos capazes de controlar moléculas, alterando a forma física e química de um objeto;


iii. ILUSÃO TELECINÉTICA: consegue distorcer e manipular poeira e vapor para refratar ondas de luz, criando ilusões telecinéticas;


iv. INVISIBILIDADE TELECINÉTICA: um dos poucos telecinéticos capazes de distorcer lasers e até mesmo a luz, para tornar-se invisível;


v. TELEPATIA: telepata de primeira ordem mesmo sem tanto treinamento como muitos telepatas famosos. Consegue ler o que outros pensam, além de induzir ou manipular terceiros. Também por meio disso, projetar seus próprios pensamentos como forma de comunicação;


vi. HIPNOSE: habilidade de introduzir sensações ao cérebro de outra pessoa, o conduzindo ao transe. A hipnose pode ser usada para persuadir uma pessoa, conduzi-la a fazer ações ou responder a perguntas;


vii. RAJADA PSIÔNICA: capacidade de sobrecarregar a mente, causando dor, perda de memória, perda de consciência, estado vegetativo ou morte depois de ter criado uma conexão psiônica com a mente da pessoa;


viii. REGENERAÇÃO: permite acelerar o processo de regeneração de si mesmo, ou de outras pessoas, dependendo da ferida pode ser mais rápido, ou inútil. Esse poder não faz milagres;


ix. TELEPORTE: capaz de se teleportar para qualquer lugar;


x. PREMONIÇÃO: habilidade de prever acontecimentos futuros. Ele alega ter mais de 300 meios de prever o futuro, entrando em diferentes correntes temporais;


xi. CLARIVIDÊNCIA: capacidade de sentir e ver acontecimentos que estejam ocorrendo naquele instante;


xii. RESISTÊNCIA MENTAL: habilidade de resistir mais a ataques psiquicos de outros telepatas, ou até mesmo a aguentar poderes que afetem a mente como ilusionismo e sedução. Em comparação de poder, poderia nem sequer sofrer danos se o oponente for mais fraco;


xiii. PSICOMETRIA: capacidade de ler resíduos psíquicos em objetos, como uma história do objeto mostrando outros donos, por onde já esteve e até mesmo quem já o tocou;


xiv. CAMPO DE FORÇA: confere ao poderio de gerar um campo de força protetor ao redor de um personagem ou em um local específico. Este campo pode ter diferentes propriedades e níveis de resistência de acordo com o desejado pelo usuário;


xv. PROJEÇÃO ASTRAL: é a capacidade para deixar seu corpo com vida e ficar vagando como espírito. Essa habilidade é perigosa se não for utilizada sob  total isolamento para proteger seu corpo contra um possível ataque;


xvi. EMISSÃO DE ENERGIA CONCUSSIVA: é a capacidade de lançar através do seu olho esquerdo, ou pelas suas mãos, um raio de energia concussiva, que não emite calor, podendo ser de forma voluntaria.

_________________


It's time to trust my instincts!
Some things I cannot change
But till I try, I'll never know!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: M.I.B. hoje, L.O.S.T. amanhã

Mensagem por Steven Abraham O'Keefe em Sex Abr 07, 2017 2:54 pm



Marte não ataca

▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄
Visões do futuro em uma mesa sem bola de cristal e cartas, apenas bebidas e muitas vozes?


Meus lábios se abriram em seu máximo para que o ar pudesse adentrar meus pulmões durante um longo bocejo. O efeito calmante do suco de maracujá também provocava um forte sono em mim. E nesse diálogo pouco interessante sobre identidade, premonições e proteção da Terra estava me deixando entediado.
Outro copo igual aos meus pedidos anteriores foi deixado na mesa. Por algum milagre eu não sou diabético, pois coisas doces eram uma das minhas principais fraquezas. Em breve eu poderia pedir apenas água com açúcar no lugar de suco.

— Hm — fiz o som apenas para que Liam prosseguisse com sua opinião a respeito do mundo e a situação do povo meta-humano e mutante.
Apesar de ser parte dessa gente não humana, nunca fiz questão de ir em protestos a nosso favor. Sempre evito multidões e gasto de energia desnecessário, por isso me perguntava se meu encontro com o ruivo se mostraria útil para meu tempo perdido ali.

Quando tirei a atenção do canudo que eu mordiscava e voltei ao outro presente comigo na mesa, fui pego de surpresa com a cena à minha frente. Uma mão de Liam emitia uma luz própria enquanto ele parecia entretido com as próprias ideias. Em algum momento ele começou a falar, mas dessa vez sobre uma ideia de formação de um grupo com o intuito de proteger nosso planeta de ameaças extraterrestres. Já possuía até uma maneira de pagar por tudo que precisaríamos, incluindo a base de operações.
“Você trabalha rápido”, pensei enquanto sugava mais um pouco de meu suco antes de responder algo.
— Minhas vozes não serão um problema — disse tentando transparecer um ar de confiança, embora fosse difícil de acreditar em mim. — Aceito fazer parte dessa iniciativa de proteção ao mundo e à raça humana... e os subgrupos dela — referi-me à gente como nós.
Mantive meu olhar no ruivo, aguardando que ele então dissesse algo como “Ok, temos uma aliança formada”, ou algo do gênero.


personalidade — Steven

I'm you, I'm me, I'm everything you wanna be

_________________


help
Alguém consegue me ouvir? Claro que não, é uma mensagem de texto, mas eu a escrevo pensando, é difícil... Por favor, salve-me. Não sei por quanto tempo conseguirei me esconder daquela coisa... daquele monstro. Socorro!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: M.I.B. hoje, L.O.S.T. amanhã

Mensagem por Liam Hughes Sawyer em Ter Abr 11, 2017 12:44 am

The teenage rush
When the call came down the line


A parte em que ele assumia que as vozes não eram um problema me deixava em alerta como se uma das versões dele assumisse o corpo a qualquer momento. David não tinha controle e mesmo em outra realidade, não é como se ele nessa “versão” fosse ganhar controle por ter outra criação. Semicerrei os olhos como que avaliando o mesmo e apenas o avisei sendo claro pra não precisar agir com sinônimos mais: - Steven, eu sei que é o Legion e que as vozes são... mais do que só vozes.

Me inclinei sob a mesa e o olhei nos olhos: - Eu não sei explicar, mas não confiava em seu pai mesmo com todas aquelas pessoas que conheciam ele e tinham essa ideia boa dele. - Neguei com a cabeça sorrindo sem graça: - Ele não era tão bom assim, você é mais do que um exemplo perfeito disso e quero saber se realmente confia em mim sem pensar que alguma versão sua vai me matar enquanto durmo.

Mexi um pouco minha mão sob a mesa esperando que talvez ele tocasse nela, nem que fosse para afastá-la dele, mas não podia obrigar ninguém a nada se eu quisesse veracidade da escolha dele. Retornei minha postura encostando as costas na cadeira e levantei as mãos sobre a mesa apenas com simplicidade por falta de resposta. Tentei sorrir e ser simpático apesar do assunto: - Eu não quero que se ponha em perigo porque viu algo, mas eu sei o quanto os poderes podem ser um problema em meio a algum problema.

Neguei com a cabeça: - Não vou assumir que vou te ajudar porque já vi isso e posso acabar piorando seu estado, talvez suas outras versão sumam com você em meio a minha tentativa. Posso estar errado, mas se queremos que esse grupo dê certo, quero ter certeza que sabemos tudo um do outro, ou pelo menos bastante já que devemos confiança ao outro. - Inclinei a cabeça para a esquerda e estendi a mão direita pra ele: - Pergunte o que quiser.

Tinha plena consciência de que falar do pai dele poderia ser um tiro saindo pela culatra, mas me sentiria mau por não tentar. Xavier não era esse exemplo de pessoa que todos veem e admiram, queria muito saber com certeza que David seria outro tipo de pessoa, até mesmo outro perfil de mutante se o pai estivesse lá pra ele. Quem sabe se ele não viraria alguém bom, afinal de contas a ideia era matar o Erik e não seu progenitor.




Informações:
Reencarnado X-Man
Nivel: 10
Especialização: Intelectual.

Atributos:
Código:
FORÇA: 17 INTELIGÊNCIA: 12 + 5
RESISTÊNCIA: 20 AGILIDADE: 21
VIGOR: 20 CARISMA: 14

Perícias:
Código:
i. LUTA DE RUA, nível experiente;
ii. MUAY THAI, nível experiente;
iii. RESISTÊNCIA À TORTURA, nível experiente;
iv. PRONTIDÃO, nível experiente;
v. MIRA, nível experiente;

Poderes
Código:
i. TELECINESE: é o poder do ganho da manipulação e controle de copos somente com a força mental, sem o auxílio de nenhum movimento físico. O uso de tal poder depende da criatividade do telecinético, mas em geral permite a levitação, locomoção, o disparar ou o quebrar qualquer objeto físico;


ii. TELECINESE MOLECULAR: um dos poucos telecinéticos capazes de controlar moléculas, alterando a forma física e química de um objeto;


iii. ILUSÃO TELECINÉTICA: consegue distorcer e manipular poeira e vapor para refratar ondas de luz, criando ilusões telecinéticas;


iv. INVISIBILIDADE TELECINÉTICA: um dos poucos telecinéticos capazes de distorcer lasers e até mesmo a luz, para tornar-se invisível;


v. TELEPATIA: telepata de primeira ordem mesmo sem tanto treinamento como muitos telepatas famosos. Consegue ler o que outros pensam, além de induzir ou manipular terceiros. Também por meio disso, projetar seus próprios pensamentos como forma de comunicação;


vi. HIPNOSE: habilidade de introduzir sensações ao cérebro de outra pessoa, o conduzindo ao transe. A hipnose pode ser usada para persuadir uma pessoa, conduzi-la a fazer ações ou responder a perguntas;


vii. RAJADA PSIÔNICA: capacidade de sobrecarregar a mente, causando dor, perda de memória, perda de consciência, estado vegetativo ou morte depois de ter criado uma conexão psiônica com a mente da pessoa;


viii. REGENERAÇÃO: permite acelerar o processo de regeneração de si mesmo, ou de outras pessoas, dependendo da ferida pode ser mais rápido, ou inútil. Esse poder não faz milagres;


ix. TELEPORTE: capaz de se teleportar para qualquer lugar;


x. PREMONIÇÃO: habilidade de prever acontecimentos futuros. Ele alega ter mais de 300 meios de prever o futuro, entrando em diferentes correntes temporais;


xi. CLARIVIDÊNCIA: capacidade de sentir e ver acontecimentos que estejam ocorrendo naquele instante;


xii. RESISTÊNCIA MENTAL: habilidade de resistir mais a ataques psiquicos de outros telepatas, ou até mesmo a aguentar poderes que afetem a mente como ilusionismo e sedução. Em comparação de poder, poderia nem sequer sofrer danos se o oponente for mais fraco;


xiii. PSICOMETRIA: capacidade de ler resíduos psíquicos em objetos, como uma história do objeto mostrando outros donos, por onde já esteve e até mesmo quem já o tocou;


xiv. CAMPO DE FORÇA: confere ao poderio de gerar um campo de força protetor ao redor de um personagem ou em um local específico. Este campo pode ter diferentes propriedades e níveis de resistência de acordo com o desejado pelo usuário;


xv. PROJEÇÃO ASTRAL: é a capacidade para deixar seu corpo com vida e ficar vagando como espírito. Essa habilidade é perigosa se não for utilizada sob  total isolamento para proteger seu corpo contra um possível ataque;


xvi. EMISSÃO DE ENERGIA CONCUSSIVA: é a capacidade de lançar através do seu olho esquerdo, ou pelas suas mãos, um raio de energia concussiva, que não emite calor, podendo ser de forma voluntaria.

_________________


It's time to trust my instincts!
Some things I cannot change
But till I try, I'll never know!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: M.I.B. hoje, L.O.S.T. amanhã

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum