Os lados da batalha

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Os lados da batalha

Mensagem por Adam Warlock em Seg Set 05, 2016 5:56 pm

Os Alinhamentos
"BEM" infere-se a respeito do altruísmo, respeito pela vida e consideração pela dignidade de seres sensíveis. Personagens bondosos fazem sacrifícios pessoais para ajudar os outros em maior ou menor grau. "MAL", por sua vez, é o antônimo, pois implica em ferir inocentes, oprimir pessoas e na atuação de atos contra à lei. Algumas criaturas más simplesmente não têm compaixão alguma pelos demais e matam sem escrúpulos se fazê-lo for conveniente. Outros ativamente buscam o mal, matando por esporte ou por dever para com alguma divindade ou mestre mau. Pessoas que são neutras quanto a bem e mal têm escrúpulos em matar inocentes mas não têm o compromisso de fazer sacrifícios para proteger ou ajudar os outros.

"LEI" é referente à honra, confiabilidade e obediência a autoridade. Por outro lado, pode incluir mentalidade fechada, aderência reacionária à tradição e falta de adaptabilidade. “CAOS”, em contraparte, é visto como sinônimo à liberdade, adaptabilidade e flexibilidade. Não obstante, caos pode incluir imprudência, ressentimento para com autoridade legítima, ações arbitrárias e irresponsabilidade. Pessoas que são neutras quanto a lei e caos possuem um respeito normal por autoridade e não sentem compulsão nem a obedecer nem a rebelar-se. São honestas, mas podem ser tentadas a mentir ou enganar a sociedade.

Em termos de jogabilidade, tais itens são definidos pelo Alinhamento Ético ─ Lei (ordem) vs. Caos ─ e Tendência Moral ─ Bem vs. Mal. O alinhamento é um sistema que caracteriza a psique de seu personagem durante o RPG. Considerando que tudo caminha entre esses 2 extremos, e ainda pela neutralidade das regiões intermediárias, o alinhamento do personagem pode ser sempre classificado em 9 itens listados abaixo.

Vise o seguinte: o alinhamento precisa ter relação ao grupo desejado, e vice-versa, pois são complementos um do outro.



A bondade


i. LEGALMENTE BOM. Os personagem leais e bons possuem um código moral muito parecido com o personagens bons, mas possuem uma crença muito forte nas leis, acreditando que elas são feitas para tornar uma sociedade mais justa. Eles enfatizam que os mais fortes devem proteger os fracos. Personagens leais e bons tendem a ser mais altruístas, sacrificando-se em nome do que é certo, honrado e verdadeiro. Quando as leis são distorcidas para promover aos governantes ganhos pessoais, os personagens leais e bons sentem-se na obrigação de desafiar tais poderes, mas preferem fazê-lo dentro da lei, do que recorrer a métodos rebeldes e que tragam o caos. Exemplos: Superman; Obi Wan Kenobi.

ii. BENEVOLÊNCIA NEUTRA. São chamados de Benfeitores, é uma pessoa altruísta e que segue o que acredita ser o bem, baseado em sua consciência. Exemplos: Zorro e Professor Xavier.

iii. BONDADE CAÓTICA. São pessoas de alma livre, vivem intensamente e raramente abdicam do que gostam por conta de leis e regulamentos. Ainda assim eles mantém uma responsabilidade com o que acreditam ser o bem, e nunca deixam sua liberdade afetar a liberdade dos outros.  Exemplos: Conan (ele mesmo o BÁRBARO) e Robin Hood.


O neutro


i. NEUTRALIDADE LEGAL. São chamados de juízes, seguem as leis e por vezes tratam pessoas que cometem um crime da mesma maneira, independente das circunstâncias em que eles foram cometidos. São implacáveis quando estão obedecendo as ordens de seus superiores.  Exemplos: Juiz Dreed, James Bond e Thor, o deus do trovão.

ii. VERDADEIRAMENTE NEUTRO. São conhecidos por “indecisos”. Ficam em cima do muro em todo o tipo de conflito, podem pender por um lado ou outro, mas isto não significa ele não pode, a qualquer momento, mudar de idéia e abandonar seus “aliados”, ou até mesmo se juntar aos inimigos. Exemplos: Vigia UATU, Adam Warlock ─ ambos Marvel.

iii. NEUTRALIDADE BÉLICA. São notórios anarquistas, vivem o modo de vida que escolheram não importando a quem isto incomode. Agem conforme o interesse próprio, são individualistas, mas isto não quer dizer que gostem de alguém que sofra por consequência algo que ele fez, mas podem muito bem ignorar este sofrimento alheio.  Exemplos: Capitão Jack Sparrow, Dark Shineider ─ Bastard.


A maldade


i. MALDADE LEGITIMADA. São repressores em nome da lei, ditadores tiranos e qualquer outro tipo de vilão que segue códigos de honra ou obedecem superiores, mesmo que suas ordens sejam o extermínio de inocentes. Aliás, exterminar inocentes é quase um hobbie do Lawfull Evil depois de um tempo. Ex: Darth Vader, Thanos, Apocalipse ─ X-Men

ii. MALEVOLÊNCIA NEUTRA. São egoístas. Não importa se milhares morrerem, eles querem algo e irão até as últimas consequências para conseguir, passando a perna ou se aliando com quem precise para conquistar seu objetivo. Ex: Mística ─ X-Men ─ e Saruman.

iii. CRUELDADE ANÁRQUICA. São criaturas que se divertem com o sofrimento dos outros e na ruína das sociedades. Não precisam necessariamente estar em busca de algo ou seguido algum objetivo. São malignos e querem somente espalhar destruição. Ex: Coringa, Charles Manson, Violator ─ Spawn ─, Apocalipse ─ Superman.

Créditos ao site crônicasdemilmundos pela disponibilização do material.


avatar
ENTIDADES
2016

Vácuo do espaço-tempo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum