BAE, Eunbyul

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

BAE, Eunbyul

Mensagem por Bae Eunbyul em Seg Abr 03, 2017 5:06 pm

reencarnada;




Escreva os dados


i. A NOMENCLATURA: Eunbyul Hoeschler Bae, também conhecida por ''Eun'';
ii. COMO É CONHECIDO: Mercúrio;
iii. TIPAGEM SANGUÍNEA: Reencarnada;
iv. QUANTAS ESTAÇÕES VIVEU: Vinte e um anos;
v. PRIMEIRO RESPIRO: 13 de maio de 1995;
vi. DESCENDENTE DE QUE POVO: Coreanos;
vii. COMPORTAMENTO: Verdadeiramente Neutro;
viii. COMUNIDADE: Anti-Heróis;
ix. CARGO PROFISSIONAL: Gatuna;

Informe os atributos


i. PONTOS DE ATRIBUTO: 21-30 (60 PA);  
ii. ESPECIALIZAÇÃO: Ágil (+5);
iii. ATRIBUTOS:



FORÇA: 05INTELIGÊNCIA: 15
RESISTÊNCIA: 10AGILIDADE: 10 (+5)
VIGOR: 15CARISMA: 05



Diga as perícias


i. PERÍCIAS:

i. Prontidão, nível calouro;


Cite os poderes


i. SUPER-PODERES:

Fisiologia Acelerada: O corpo de Mercúrio é adaptado para os rigores de correr em alta velocidade. Seus sistemas cardiovasculares e respiratórios são muitas vezes mais eficientes do que os de um ser humano normal. Os processos químicos da musculatura de Mercúrio são tão melhorados que seu corpo não gera fadiga, o subproduto normal da locomoção, o que força o corpo a descansar. Em vez disso, seu corpo expele constantemente os resíduos durante a sua respiração acelerada através da expiração. As juntas são mais suaves e lubrificadas de maneira mais eficiente do que as de um ser humano normal. Seus tendões possuem a resistência à tração de molas de aço. Seus ossos contêm materiais desconhecidos significativamente mais duráveis ​​do que o cálcio para suportar os choques dinâmicos de seus pés tocando o chão em velocidades que um ser humano nunca poderia alcançar ou resistir. O tempo de reação do Mercúrio é várias vezes mais rápido que um ser humano normal e a velocidade com que seu cérebro processa a informação é aumentada a um nível proporcional a sua velocidade corporal, permitindo-lhe distinguir o ambiente à sua volta ao viajar em altas velocidades. O canal lacrimal de Mercúrio é mais viscoso do que o normal, evitando assim a evaporação rápida e a reposição de fluidos da superfície de seus globos oculares sob a influência de ventos em alta velocidade de obstruir a sua visão;

Velocidade Sobre-Humana: Poder físico que permite a Mercúrio ser capaz de atingir velocidades extraordinárias fisicamente ao movimentar-se, tornando difícil até ser visto enquanto corre; Mercúrio também é imune aos efeitos da fricção, redução do oxigênio até um ponto em que um ser humano não pode mais respirar, e o impacto sobre o seu corpo enquanto se move em super velocidade. Recentemente demonstrou a habilidade de deslocar suas moléculas através de objetos sólidos, e transportar as pessoas a velocidades maiores do que a velocidade do som, sem feri-los. Seu poder lhe permite rápido raciocínio e executar diversas tarefas ao mesmo tempo com uma velocidade espantosa. Pode correr tão rápido, que consegue passar por pessoas sem ser visto, gerando somente o deslocamento de ar;

Resistência Aprimorada: Seu corpo é capaz de resistir a enormes forças de impacto que poderiam facilmente esmagar e matar um ser humano, sem sofrer quaisquer lesões externas ou internas graves. Ademais, a fisiologia de Mercúrio lhe concede maior resistência quando comparado com um ser humano comum, o que o permite operar no auge de sua capacidade durante pelo menos várias horas antes que comece a se cansar.

Aceleração/Desestabilização Molecular: Ao longo de sua vida, sua super velocidade lhe concedeu inúmeras habilidades. Uma das mais peculiares foi ser capaz de vibrar sua estrutura molecular a altas velocidades.  Demonstrou os efeitos máximos dessa habilidade, os quais lhe permitem desestabilizar matéria atômica, acelerando a estrutura molecular do alvo, muitas vezes fazendo com que o objeto se desfizesse ou explodisse, geralmente por tocá-lo. Mercúrio tem uma taxa metabólica hiper-acelerada, aumentando seu aspecto físico e capacidade de se mover e agir, ao mesmo tempo, tornando-lhe menos capaz de ser atordoado por ataques ou lesões.

Intangibilidade: É capaz de fazer as moléculas de seu corpo vibrarem de tal maneira que pode se tornar intangível e atravessar objetos sólidos, além de destruir objetos com a força da vibração.



Conte o histórico


Coreia do Sul, fevereiro de 1996;
Aquela pequena criatura era assustadora. Sunhee Bae obtivera plena certeza de tal elucidação enquanto tentava mantê-la quieta, cobrindo-a com duas camadas de um tecido escurecido e que a muito já perdera o brilho, ao passo que esgueirava-se pelas ruas de Seul, olhando por cima do ombro de tempos em tempos. Deveria tê-la matado quanto tivera chance, porém, algo em seu âmago a deteve no último momento. Ainda que não detivesse apresso nenhum pela menor, por ventura, talvez pudesse beneficiar-se através de Eunbyul, afinal, além de dar-lhe tanto trabalho, a pequena possuía uma habilidade inata para compreender de forma relativamente rápida acerca do que lhe era ensinado;

COREIA DO SUL, MAIO DE 2001;
A voz, mantida em um sussurro, era direcionada para a pequena criança, de longos cabelos escuros e face harmoniosa, embora séria. Eunbyul, em sua terna idade de seis anos, não se opôs ante a determinação de sua mãe. Ao sinal da mulher, ela saiu da viela de onde ambas estavam, erguendo os olhos em direção ao céu. Distraiu-se por um instante, apesar de saber que a pequena ação não a desviaria do que pretendia fazer. Àquela hora, a abóbada celeste transmutava sua coloração alaranjada para o crepúsculo, o que significava que, para diversas pessoas, era chegado o momento de retornar para casa. Em meio as que transitavam na região sul da cidade, um fora especialmente escolhido. O homem, trajando roupas formais, caminhava apressada por meio dos demais, aparentando estar atrasado. Naquele fim de tarde, ao invés de tomar o caminho habitual para casa, ele havia escolhido um atalho; era uma pequena viela, que cortava caminho por um quarteirão. Ainda que estivesse relativamente receoso ante à tomada de decisão feita abruptamente, acreditava que poderia chegar mais cedo em casa. Sua afirmação de esperança contudo, findou-se gradativamente à medida que notou que não estava sozinho naquela travessa. À medida que caminhava, pode notar uma pequena silhueta, próxima à saída da estreita passagem. Franzino o cenho, ele percebera que era uma garotinha. Munido pelo instinto, perguntou-lhe se ela havia perdido-se nos pais. Assim que pudesse fazer uma nova pergunta, esquecendo-se de deixar que a menor o respondesse prontamente, viu-a erguer o rosto em sua  direção. O sentimento de preocupação sentido anteriormente transmutava-se no iniciar de uma apreensão. Ele engoliu em seco, afastando-se dela em alguns passos, assim que os olhos castanhos fixaram-se em seu rosto. As íris brilhantes fitaram-no de cima a baixo, antes dela dirigir-lhe um sorriso travesso e avançar para cima dele, em uma rapidez assombrosa;

COREIA DO SUL, OUTUBRO DE 2005;
Internamente, Eunbyul encontrava-se em um estado de surpresa; sua mãe, desaparecida há quase cinco dias, fora finalmente encontrada. Uma semana antes do ocorrido, Eun notara que a mentora transpassava um novo comportamento: mais arredio, agitado e paranoico. Posteriormente, tivera o conhecimento de que a mulher utilizava dos furtos que Eun cometia para pagar devedores perigosos. Sua última tentativa, contudo, havia falhado e ela pagou pela pendência da pior forma. As autoridades locais afirmaram que Sunhee fora vítima de um incêndio criminoso, e que a motivação de por detrás do crime estava relacionado a uma dívida inconclusa. Legalmente órfã, Eun foi levada para um dos orfanatos da região, para que pudesse ser adotada por outrem e, caso não fosse, ficaria na instituição até completar a maioridade, para então, desligar-se do programa de perfilhamento;

COREIA DO SUL, JUNHO DE 2007;
Após dois anos vivendo reclusa na instituição, aos 10 anos, Eun fora adotada por Naomi Hoeschler. Naquela época, Naomi estava sendo pressionada pela própria família acerca da falta de construção da sua própria. A mulher, na faixa dos 30 anos, estava a procurar por uma criança que pudesse satisfazer suas expectativas. Após mostrar-se solícita para averiguar por entre os orfanatos de seu estado - e não rejubilar-se com nenhuma das opções que lhe foram mostradas, resolvera restabelecer-se durante três meses longe da profusão de mudanças que estava ocorrendo em sua vida. A americana continuava na busca de efetivar o desejo de seus pais. Em meio ao cumprimento do objetivo, deparara-se com uma garotinha, de cabelos escuros e intrigantes olhos castanhos. Segundo informações da assistente social do orfanato, a garota perdera a mãe em um mal-sucedido débito. Sem familiares para lhe acolherem, a menina mantinha-se amparada ali, esperando para ter uma nova família. Também disseram-lhe que, embora detivesse pouca idade, a pequena detinha certa particularidade para lidar com aqueles ao seu redor. Contudo, a coreana possuía o péssimo hábito de retirar-se de ambientes de forma tão lépida, que aos olhos de terceiros, sua presença física era contestada em descrença e dúvida.
Apesar de tais fatos, Naomi havia feito sua escolha. Durante os três meses restantes de vivência em Seul, ela dera início à burocracia para adotar a criança, enquanto também detivera momentos aprazíveis de conversa com a menor. Ao passo que o processo de adoção fora aprovado, Eun fora levada para os Estados Unidos;

EUA, JANEIRO DE 2012;
As luzes dos diversos prédios e letreiros acendiam-se gradativamente, enquanto ela fitava parte da cidade pela janela do quarto, junto a um pequeno gato. Sorriu para o animal, colocando-o em seu colo, antes de retomar o olhar para a cacofonia de cores que Los Angeles tornava-se ao anoitecer. Sua mãe, Naomi, ainda não havia retornado para casa e Eun, após despedir-se de seu professor naquele fim de tarde, permanecera sozinha no apartamento. Ultimamente, estava a ter devaneios e pesadelos com um rapaz, de sorriso fugaz e um brilho no olhar que era mui semelhante ao seu próprio. Para seu assombro, ele também possuía as mesmas habilidades que Eun detinha embora, diferente dela, ele se mostrasse mais inconstante e audacioso. Não obstante, junto ao sonhos, podia jurar que uma voz - que não a sua - começava a principia-lá ao mesmo desígnio de outrora. Assim, os cabelos naturalmente escuros deram lugar a um novo, totalmente aloirado. A coloração da íris, antes castanha, tornava-se mais  ostensiva à medida que Eun exercitava seu poder. A partir de tal fato, as orbes passaram a deter algo semelhante a um caleidoscópio de cores, devido ao desencadear do poderio adormecido em si;

EUA, AGOSTO de 2014;
A muito custo, Eun havia mudado-se novamente. Após adentrar na faculdade, na qual escolhera propositadamente longe de L.A., Naomi dera-lhe o suporte necessário para a transição. Eun, antes de partir para Nova York, prometera a mãe que manteria contato, embora ambas soubessem que tal prometa não seria feita de forma habitual.
Nos meses subsequentes à mudança, os pesadelos e a voz espirituosa em sua mente tornaram-se cada vez mais constantes, incumbindo-a a largar a faculdade. Passou a vender alguns objetos que possuía no apartamento comprado pela mãe e, nesse ínterim, viu que poderia utilizar-se de seus poderes para retomar a um vício que começou ainda na infância, influindo por Sunhee. Eun regressou aos pequenos furtos, beneficiando-se, dessa vez, de um artifício que omitia sua verdadeira identidade aos civis. A principio, mudou o tom dos cabelos em algo semelhante à tonalidade argêntea. Do mesmo modo, tinha a preferência no roubo de prata, mas não se especializou restritamente ao metal. Com isso em mente, pensou em se chamar de "Prata", mas optou por "Mercúrio", porque é um metal mais maleável em sua forma bruta, da qual pode agir com mais velocidade como mal a humanidade em relação aos demais metais. Por conta do alter-ego, também passou a utilizar uma espécie de máscara, que cobria-lhe a face na parte dos olhos. Ademais, o instrumento protegia seus olhos sempre que seus poderes eram acionados.


Outras Coisas


Seu local de nascimento é desconhecido, contudo, acredita-se que a garota tenha nascido em alguma parte próxima da região sulista de Seul, em uma noite tempestuosa. Curiosamente, não nascera na região dos bem-aventurados pois Sunhee retirou-se da casa dos pais ante a um ultimato dos mesmos após a revelação acerca da gravidez; posteriormente, fora morar nas ruas quando estava recuperada do parto prematuro de Eunbyul. Acabou sendo morta através de uma dívida que o pai de Eun havia contraído, antes de ser dado como desaparecido;
Além do coreano, também é fluente em inglês e arrisca algumas palavras em russo. Curiosamente, ainda possui um sotaque carregado, devido a diferença de pronuncia entre as línguas;
A marca registrada, atualmente, da coreana são os cabelos loiros, embora tenha o hábito de colorir os fios capilares das mais variadas cores. Dizem que seus olhos também seguem o mesmo padrão, não possuindo uma cor totalmente definida, mudando de acordo com a luminosidade ambiente que lhe são impostos. Tal característica tornou-se evidente após Mercúrio manifestar-se em Eun;
Possui um gato de pelagem branca e olhos azulados. Seu nome é Haru;
Detém diversas tatuagens espalhadas pela tez clara;
Aos 18 anos, adentrou para a faculdade, começando a cursar Física. Contudo, recentemente, acabou por abandonar a formação acadêmica. Os motivos por detrás do ato são, por ora, desconhecidos;
Devido à veloz mentalidade, concluiu seus estudos escolares em casa, através de aulas particulares advindos de professores contratados por sua mãe adotiva. Além disso, instruiu-se acerca do conhecimento escolar que fora-lhe negado na época em que vivia com a mãe biológica;

FONTES: I, II, III, IV;



_________________


—run devil, run;

He was a child of liars, born in the city of liars. Created to be a servant, ended up becoming master of himself; Before his eyes, the world became slow again.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum