CACCIATORE, Mör

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

CACCIATORE, Mör

Mensagem por Emre K. Cacciatore em Ter Abr 04, 2017 3:22 pm

reencarnado




Escreva os dados


i. A NOMENCLATURA: Emre K. Cacciatore;
ii. COMO É CONHECIDO: Surfista Prateado;
iii. TIPAGEM SANGUÍNEA: Reencarnado;
iv. QUANTAS ESTAÇÕES VIVEU: 22 anos;
v. PRIMEIRO RESPIRO: 27/05/1994 ;
vi. DESCENDENTE DE QUE POVO: Italiano;
vii. COMPORTAMENTO: Neutralidade Bélica ;
viii. COMUNIDADE: Anti-herói.

Informe os atributos


i. PONTOS DE ATRIBUTO: 60 - Nivel 3 +15;
ii. ESPECIALIZAÇÃO: Ágil (+5 agilidade);
iii. ATRIBUTOS:



FORÇA: 12INTELIGÊNCIA: 14
RESISTÊNCIA: 13AGILIDADE: 14(+5)
VIGOR: 14CARISMA: 08



Diga as perícias


i. PERÍCIAS: A princípio, só terá UM PONTO DE PERÍCIA para distribuir, logo, obviamente, ela, a única, estará no nível calouro.

i. Furtividade, nível experiente;
ii. Corpo-a-corpo, nível calouro;


Cite os poderes


i. SUPER-PODERES:
É capaz de manipular, absorver e moldar ao seu bel prazer a tão famosa Energia Cósmica, fonte inesgotável de poder e que lhe dá margem para diversos outros dons, como por exemplo Super Força. Essa energia é fruto das quatro forças fundamentais do universo.

Graças a sua "pele" prateada, possui Invulnerabilidade, sendo ela quase que indestrutível, capaz inclusive de aguentar um soco da She-Hulk, além de não sofrer com efeitos de fome, sede, temperaturas extremas e radiação.

Manipulação da Matéria: O Surfista Prateado pode reorganizar a matéria para criar outros objetos de importância reorganizando as moléculas. Ele também pode mudar o estado da matéria, como a mudança de sólidos em gás com apenas um toque.

Fator Cura: Consegue curar-se a si mesmo e aos outros seres num nível acima do normal.

Presenteado com sua prancha, ele é capaz de Voar e ter uma certa Super-Velocidade, podendo até mesmo viajar no vácuo, mas não sendo mais rápido que o Flash.

É detentor ainda de Sentidos Cósmicos que o permitem ter uma percepção extremamente melhorada da realidade, enxergando e sentindo coisas que os seres humanos não veem.

Conte o histórico


— Merda, merda, merda... — as palavras se perdiam em meio a respiração acelerada, ofegante e acima de tudo abafada. Mas como Emre tinha conseguido entrar em tamanha enrascada?!

♣♦♣

Bem, tudo começou há vinte e dois anos atrás, quando um pequeno bebê nasceu num minúsculo vilarejo localizado no norte italiano, aquele era o mais novo de três filhos frutos da união de dois agricultores "humildes", para não dizer pobres.

Enfim, depois de uma vida árdua trabalhando nas planícies da Lombardia, o já envelhecido casal acabou por falecer, deixando toda a plantação com seus amados herdeiros, que deveriam dividir as terras de maneira igual. Só deveriam. Na prática, o que realmente aconteceu foi uma má distribuição feita pelo mais velho dos irmãos, que valeu-se de sua esperteza e ficou com a maior parte das terras, deixando apenas uma pequena vinícola a cargo do jovem Cacciatore; que apesar de todos os obstáculos, estava alcançando um sucesso relativo, no mínimo considerável.

O progresso do mais novo incomodava muito o mais velho, visivelmente irritado devido ao insucesso nas suas vendas, que haviam caído de maneira absurda, provavelmente por causa do preço superestimado cobrado. A inveja foi crescendo até o momento em que, já completamente possesso, o que supostamente deveria ser o mais maduros dos três, envenenou a já reduzida plantação de Emre, que após algumas semanas passou a sofrer com uma seca terrível.

Cansado de ser um verdadeiro tapado, o jovem decidiu tomar uma atitude drástica, não apenas iria vingar-se, mas também destruir completamente tudo que pertencesse ao irmão, portanto, já no outro dia iniciou os preparativos para uma grande cilada. Seu plano basicamente consistia em atear fogo a plantação do mais velho e depois viajar para a América, local onde iniciaria uma vida nova após vender todas as suas terras na Itália.

Pós algumas semanas, o plano finalmente estava pronto para ser executado, já estava com o bolso "cheio" e a paciência esgotada, sim, iria fazê-lo. Esperou a noite cair e descaradamente invadiu as terras alheia, que pareciam vazias, só pareciam. Depois de já ter ateado fogo a toda plantação, o ragazzo ouviu algumas vozes e latidos provindos da parte de baixo do terreno, onde havia um grande lago no qual seu irmão costumava pescar alguns peixes acompanhado de seus cães. Imediatamente Emre correu até um pequeno casebre, logo escondendo-se num velho armário, de lá ouvindo diversas frases como "Eu vou matar quem fez isso" e "Eu escutei um barulho vindo de lá, vamos!"

♣♦♣

Por fim ali estava balbuciando aqueles malditos palavrões, é, estava fodido. Encolheu-se todo dentro do móvel velho, a respiração ofegante, o coração acelerado, adrenalina sendo liberada, que momentos! A cada minuto o rapaz parecia mais perto da morte, até que finalmente ela chegou. Um último e pesado passo foi ouvido em meio aos latidos, havia alguém em frente ao armário. Era o fim.

Numa tentativa praticamente inútil, Cacciatore tentou reduzir o seu espaço a um cubículo, abraçando com força os joelhos antes de ouvir a porta abrir. "Adeus mundo" pensou já quase sentindo a mordida feroz dos cães ou a dor do facão alheio entrando na sua barriga. Nada disso ocorreu. Uma luz branca engoliu-o e apenas um nome foi pronunciado. Galactus.

♦♣♦

Acordou estonteado no topo da Estátua da Liberdade. O que diabos estava fazendo lá? Ao seu lado jazia uma pequena prancha aparentemente metálica, assim como o restante de seu corpo que agora adotava um tom totalmente cinza. Sua missão havia começado.

Outras Coisas


http://marvel.com/universe/Silver_Surfer

http://marvel.wikia.com/wiki/Norrin_Radd_(Earth-616)



_________________


Don´t blame it on me

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum