+ could you tell me the color of your hair?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

+ could you tell me the color of your hair?

Mensagem por Zhane Schweiz-Lyon em Qui Abr 13, 2017 1:56 am

could you tell me the color of your hair?
A roleplay é iniciada pelo post de Zhane Schweiz-Lyon, seguindo por Francesca Montecchio. Estando, portanto, FECHADA para os demais. Passando-se esta em 06 de março de 2017, fiore di vaniglia. O conteúdo é LIVRE. Atualmente, as postagens estão EM ANDAMENTO.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: + could you tell me the color of your hair?

Mensagem por Zhane Schweiz-Lyon em Qui Abr 13, 2017 2:19 am

from zhane to francesca . chapter i  


Volto minha face para a rua repleta de táxis que vem e vão sem interromper o fluxo que há em Manhattan. Tenho conhecimento de que se você tem o porte de um carro, de nada adianta tê-lo justamente em tal condado, afinal o trânsito é um caos e você não possui um lugar certo para estacioná-lo. New York, para mim, é um local cujo nenhum dos condados você deve obter um automóvel para si, por isso os meus planos para ter um Mustang estão cada vez mais distantes de ser uma grande vontade como já fora um dia. Com esse pensamento, simplesmente coloco as mãos nos bolsos quando atravesso o portal que me leva para fora da estação de metrô. Começo a imaginar como seria se eu realmente tirasse uma carta de forma legal, afinal conhecimento em direção é algo que eu possuo minimamente. Porém o meu daltonismo não é algo que auxilie muito em meu aprendizado formal, pois laranja e amarelo, ao meu ver... São completamente cor-de-rosa. Desisti a muito tempo de tentar identificar por mim mesmo quais são as cores exatas das coisas. Bem, não tanto tempo. Estou fora daquele laboratório fétido há menos de meses, e quando eu estava preso àquele lugar, minha última preocupação era identificar cores, afinal eu não ia nada mais que o interior de um freezer e salas com luzes frias.

Sempre que eu desejo identificar alguma coisa diferente, eu sempre questiono as pessoas mesmo que elas insistam em me olhar como se eu fosse um ser de outro problema, apesar de ser um problema corriqueiro e que poderia atormentar qualquer ser humano daltônico. Meus olhos enxergam as idas e vindas das pessoas sem entender exatamente o motivo pelos quais elas se deslocam com tanta pressa. Mesmo que meus pais tivessem um cronograma a ser seguido quando me visitavam no laboratório, eu não compreendia o cronograma e simplesmente tinha uma rotina sem muitas variações. Me adaptar a esse lugar era uma dificuldade, porém eu aprendo tudo com muita facilidade. A única coisa que me frustra é o fato das cores serem tão limitadas aqui fora, sendo que tudo é cor-de-rosa e variações de azul e verde cujo eu jamais conseguia distinguir por serem de tonalidades tão próximas. Tal fato só me frustra porque toda a selva de pedra que é New York ainda apresenta uma variedade de cores maior que a da minha “casa” anterior, e o local mais colorido pelo qual eu estou passando no momento me faz estancar o passo e esquecer meu destino.

A fachada do estabelecimento é muito bonita e a variação enorme de flores me desperta a curiosidade. Os formatos são bonitos e todo o arome que exala aquela floricultura me agrada da mesma forma que os bolos e doces proporcionam um arome adocicado que sempre me deixa de bom humor durante todo o dia. Contudo, ver aquele ambiente com um leque inteiro de paleta de cores me deixa decepcionado por ver sempre o mundo tão sem graça, principalmente quando eu vejo o clichê mais belo de todos entre várias flores que identifico como copos de leite e orquídeas — talvez. Haviam rosas brancas e vermelhas, mas entre elas há uma cor em especial que eu não consigo identificar. Será essa rosa realmente cor-de-rosa? Instintivamente, quando uma moça entra meu campo de visão, eu abordo-a da forma mais estranha possível. Ela está de costas para mim, dando conta de uma outra planta cuja não sei identificar, e isso me faz cutucar instintivamente seu ombro esquerdo com o indicador e vislumbrar seus cabelos cor-de-rosa — ARGH! Seria mesmo dessa cor? — e sedosos mexerem com o movimento de forma graciosa. Os traços doces e delicados da menina não diminuem minha apreensão, apenas deixando-me mais nervoso por estar chamando-a como se estivesse a ponto de desmaiar de nervosismo.

— Com licença, senhorita. — Digo com o máximo de educação que consigo tirar de meu íntimo, sentindo minha voz oscilar em meio da sentença. Gesticulei na direção das rosas e apontei para as mesmas com certa afobação, demonstrando o quanto a minha dúvida é real e minha incerteza me desaponta. — Desculpe-me pela pergunta idiota que eu estou fazendo, mas... Poderia me dizer que cor é essa? — A frustração por trás de cada sílaba proferida é muito palpável, e minhas sobrancelhas moldam minha expressão como se deixasse claro em meu semblante que a resposta que ela me dará é muito importante. Não liga para o fato de que a menina poderia achá-lo esquisito, afinal o que esperar de um rapaz que está de camisa cinza de flanela, calças cáqui, vans e uma mancha de farinha em sua bochecha da forma mais patética possível?


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: + could you tell me the color of your hair?

Mensagem por Francesca Montecchio em Qui Abr 13, 2017 9:09 pm


But I got a blank space, baby...


Apesar de estar funcionando a uma semana já, todos os dias eram de ansiedade para mim, acordava sempre mais cedo do planejado e me arrumava como uma princesa para minhas amadas e queridas flores, assim como elas faziam o meu dia mais feliz e mais colorido eu desejava fazer os dela. Coloquei o meu vestido lilás e os tênis brancos que eu tanto amava, os acessórios como colares e pulseiras eram delicados e dourados, com um pingente de coroa em cada um deles e para completar o look florista eu amarrei a minha cintura um charmoso avental de jardinagem que era branco e um pouco mais curto que a barra do vestido, nele eu guardava os utensílios que mais usava, como as tesouras, pazinhas e borrifador com agua. E antes que eu me esqueça, usava um pequeno broche com meu nome, para facilitar a comunicação com os clientes.

A primeira coisa que fiz assim que abri a loja foi expor as meninas mais lindas que eu ali tinha, hoje era dia de violetas enfeitarem nossa fachada e eu a enchi delas, em vasos grandes de chão, em pequenos pendurados ao redor da grande vidraça, em floreiras charmosas, era um misto de cores tão radiante que eu ri pela animação: Façam o trabalho mais lindo que vocês têm, o de encantar! – Cuide de cada uma com carinho, a vantagem do meu dom era essa, não eram apenas pessoas que eu salvava, eu salvava as plantas, as flores nunca murchavam em minhas mãos, nunca se desgastavam, ficavam cada vez mais belas, suas cores cada vez mais vibrante e seu perfume cada vez mais viciante.

Entrei novamente assim que tive certeza de que todas as minhas amiguinhas estavam bem lá fora e não demorou muito para que diversas delas fossem embora, casais apaixonados as compraram para enfeitar sua casa, pais carinhosos compraram pequenos vasos para presentear seus filhos e filhas, uma senhora comprou para colocar as mudas em seu jardim, ambas partilhamos o prazer da jardinagem. Dias como aqueles me revigoravam, cuidei de cada espécime pensando no futuro, quem sabe um dia não seria eu parte de um casal apaixonada, não seria eu levando flores a minhas crianças para alegrar o dia delas, quem sabe ao fim da vida eu teria um vasto jardim para enfeitar minha casa, juntos desses que acompanharam minha caminhada, meu marido e meus filhos.

Admito que o toque no meu ombro me pegou de surpresa e no susto eu virei, mas ao ver o meu mais novo cliente sorri de animação, logo perguntando: Bem vindo! Eu poderia ajuda-lo? – Suponho que ele não tenha ouvido minha pergunta, afinal, foi tão rápido ao dizer o que queria que me pegou no susto, como assim que cor era aquela? Procurei não julga-lo com um olhar, apenas peguei as flores do qual ele falava e expliquei com simpatia: Eu não gosto de dizer que elas são da cor creme, porque sempre que falamos isso as pessoas perdem um pouco o interesse por elas, por serem básicas, as pessoas esquecem que o básico por vezes é sempre o mais bonito. Então brinco que são flores loiras, assim como eu. – Coloquei o pequeno buque de 3 rosas perto do cabelo e ri, deixando que ele as admirasse por instantes antes de perguntar: Você pensou que elas fossem de que cor? Desculpe a pergunta, só fiquei curiosa. – Em seguida comecei a arrumar aquelas rosas em um buque mais perfeito, tirando seus espinhos, ajeitando as mesmas dentro de um papel macio e lilás.

...And I'll write your name!

_________________


Go ahead and cry, little girl
Nobody does it like you do
I know how much
it matters to you
I know that you got
daddy issues

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: + could you tell me the color of your hair?

Mensagem por Zhane Schweiz-Lyon em Sex Abr 14, 2017 4:01 pm

from zhane to francesca . chapter ii  


A jovem que me atende apresenta uma atenciosidade que me surpreende, afinal as pessoas em New York estão constantemente com pressa e nunca parecem estar dispostos a dar uma informação que seja. Se eu fizesse tal pergunta para uma pessoa que estivesse com muita pressa, no mínimo a pessoa emitiria alguma oração que exigisse que eu largasse de seu pé e não fizesse-a perder tempo com gracinhas ou coisas do tipo. Os olhos da menina — fossem azuis ou verdes (eu não sei como defini-los ainda) — me encararam com incerteza no momento em que ela absorve a pergunta, porém ao invés de me dispensar como se eu a incomodasse, ela não se importa em responder minha questão imbecil. Ela até mesmo se prolonga na resposta, e isso me faz encará-la e encarar as flores com genuíno interesse em descobrir do que se trata aquela cor. Não é amarela ou laranja, como eu supus anteriormente. As rosas são cor de creme, muito embora eu preferisse também aderir a descrição que a própria florista havia adotado para atrair a atenção das pessoas. Não pude deixar de sorrir à medida que afundava ainda mais as mãos nos bolsos, observando-a colocar as rosas perto de seus cabelos louros.

Assenti, concordando com a moça ao perceber que a semelhança entre as rosas e a menina tornam ambas quase idênticas. Elas combinam com a florista de forma que me deixa levemente deslumbrado, como se os gracejos da jovem fizessem-na tão graciosa e tão preciosa quando as rosas que ela segura em suas mãos. — Elas combinam mesmo com a cor de seus cabelos. — Observo, acompanhando os gestos da menina antes que ela faça seu próprio questionamento com genuína curiosidade. Meus olhos azuis seguem a moça, que agora está preparando um buquê maior, retirando os espinhos das mesmas com cuidado e preparando um embrulho com o maior capricho do mundo. Apesar de supor que aquelas cores se destoassem de uma forma harmônica, enxergo apenas um cor-de-rosa mais denso do embrulho, sem agregar destaque algum às pétalas rosa claro. Finalmente dou de ombros, lhe dirigindo uma expressão meio sem jeito, apreensivo pelo fato de que ela poderia achar que eu estou brincando com a cara dela. — Rosa. — Digo simplesmente, aproximando-me dois passos curtos e das rosas que ofereciam outras cores que em nada se diferenciavam para mim. — Um rosa bem claro, para ser mais preciso. — Giro em meus próprios calcanhares para voltar a encará-la, tirando uma das mãos dos bolsos para esfregar meu próprio antebraço com minha palma quente.

Encarando a menina com um pouco mais de intensidade, meus olhos passeiam pelas ondas que formam os cabelos da menina com interesse genuíno; como se tentasse desvendar a verdadeira aparência de tal e talvez conseguisse se me esforçasse bastante. Mesmo assim, todo o esforço é vão. — Então, isso quer dizer que seus cabelos também não são cor-de-rosa? — Pergunto como se fosse uma criança descobrindo o mundo, tentando ainda enxergá-lo com outros olhos. Estou meio inseguro, e isso me faz torcer internamente para que a florista não perca a paciência com minhas perguntas bobas.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: + could you tell me the color of your hair?

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum