☽ long life evil

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

☽ long life evil

Mensagem por Haiako Yamashiro em Seg Abr 17, 2017 10:44 pm




long life evil
A roleplay é iniciada pelo post de Haiako Yamashiro, seguindo por Varkham Stark. Estando, portanto, FECHADA para os demais. Passando-se esta em 31 de Outubro, Nova Iorque. O conteúdo é LIVRE. Atualmente, as postagens estão EM ANDAMENTO.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ☽ long life evil

Mensagem por Haiako Yamashiro em Seg Abr 17, 2017 11:42 pm



long life evil
tag: Para Varkham Stark
words: xxx
notes: Boa leitura!

Monges xintoístas prenunciavam o Halloween como o período mais sombrio do ano, onde espíritos de má índole abandonavam o plano etéreo para caminhar livremente entre os homens em busca de vingança. Haiako, por ter sido uma criança pouco crédula, nunca deu muita importância para as superstições de seus mestres, até ter se apossado da lendária espada milenar qual acolhera como companheira de batalha.

Durante o Halloween, a lâmina prateada da katana reluzia furiosamente, e todas as almas que algum dia haviam sido absorvidas pelo corte do seu fio aparentavam buscar uma maneira de escapulir  do tormento de estar aprisionado dentro do maldito artefato de guerra. Um evento diabólico, que até mesmo o espadachim receava.

Os olhos rasgados, sempre vigilantes, estreitavam, e um suspiro exausto deixava as narinas. Anualmente, elas lembravam o japonês o quão importante era se manter vigilante, atento aos inimigos que se mantinham à espreita, esperando uma pequena oportunidade para derrubá-lo. O egocentrismo, a maior característica do criminoso, em momentos como esse, diminuía, e só então Haiako dava conta do quanto necessitava de aliados.

Se assassinatos, furtos e sequestros equivalessem a habilidades para um bom convívio social, ele seria um dos mais populares do mundo. Infelizmente, carisma nunca foi uma qualidade da qual se orgulhasse em possuir.

Na noite do solstício, arrumara uma importante reunião com alguém que pouco conhecia, porém acreditava alimentar ideais em comum. Tirou proveito da estadia realizada na cidade dos sonhos - Nova Iorque - para criar raízes, conquistar amigos que pudessem ajudá-lo a alcançar seus próprios anseios. Cancelou a agenda, incluindo as supervisões que deveria fazer em uma das bases da facção. Yamashiro não conseguia mais suportar ver suas pesquisas falharem por falta de uma cobaia não compatível.

A secretária da empresa que ele administrava - especializada em serviços ilegais dos quais pouquíssimos detinham conhecimento - cuidou de todos os minuciosos detalhes, reservando uma mesa para dois em um luxuoso restaurante da avenida principal; Times Square. Viver na opulência nunca foi um problema real.

O passante motor do volvo prata estacionou em inércia defronte a fachada do estabelecimento exatamente às nove e ponto. Durante o trajeto, ignorou as crianças que percorriam as ruas, fantasiadas, bradando doces ou travessuras. Os trejeitos de um oriental nativo obrigavam-no a ser pontual, sobretudo.

Abandonou o motorista, presentando-o com a liberdade de ir onde bem entendesse a partir dali, e adentrou o perímetro com intuito de realizar o check-in o mais rápido possível. Os trajes aristocráticos (terno e gravata) abriram portas, e não tardou a ser levado até a área reservada, localizado aos fundos do restaurante. Ali, seriam agraciados com privacidade total.

Enquanto aguardava a chegada do ilustríssimo convidado, optou por repassar mentalmente todos os negócios que gostaria de tratar, mesmo que nenhum envolvesse dinheiro ou singelas conquistas materiais. Possuía um plano arquitetado, e só lhe restava ter em mãos um objeto de barganha. Haiako desejava uma coroa, e ninguém melhor que uma rainha para agraciá-lo com uma.

_________________


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ☽ long life evil

Mensagem por Varkham Stark em Ter Abr 18, 2017 7:12 pm



the soultaker to hela

O Halloween sempre fora uma das datas favoritas de Varkham desde sua juventude. Ele não conseguiria nunca esquecer-se de quão incrível havia sido a sensação de avistar pela primeira vez um espírito. Seu corpo travou, por alguns segundos seu coração parou, voltando a bater violentamente em seguida. A disforme sombra que pouco lembrava as feições humanas agachou-se diante do moreno, e fora ali que o loiro de longos fios pôde relembrar de quem era, qual era o seu objetivo, sua missão de vida – e morte, óbvio. Desde aquele dia, todo o Halloween era santificado, os poderes da reencarnação da deusa da morte eram ampliados e ele esbaldava-se em opulência, luxúria e putrefação. E eis que seu servo aproximava-se; um homem de certa idade, porém de beleza inestimável, com um telefone em mãos, seu olhar era arregalado e vazio, enquanto ele engolia seco antes de chamar a atenção de Hela com um pigarreio.

Bem à frente de Harold, estava Hela, seu corpo esguio e torneado coberto pelas vestes negras de pequenos detalhes verde-musgo, enquanto a deusa banqueteava-se com um belo espécime de homem. Seu corpo já possuía veias saltadas por todo o corpo enquanto sua derme era envolta pela cor acinzentada daqueles que já não possuem mais vitalidade em si. Os beijos eram molhados, repletos de lascívia e desejo, enquanto o último dos suspiros esvaía-se do homem e passavam para a deusa, que o largou, recostando-se em sua poltrona alta coberta por um líquido negro e composta por diversos membros de vítimas anteriores. Alisando suavemente seus imponentes chifres, logo Varkham rolou os olhos para seu servente, demonstrando pouca paciência, apesar de ainda não ter sequer movido um músculo – era o mudo ”Você tem apenas trinta segundos para falar” que o loiro não se dava ao trabalho de falar em voz alta.

— Senhor, seu encontro com o Sr. Haiako Yamashiro será daqui a uma hora. Eu receio que vossa majestade tenha se esquecido. — Falou o homem de cabeça baixa, fazendo com que Varkham fitasse melhor a inestimável beleza do homem; cabelos e barba grisalhos, lábios finos e bem desenhados e porte físico bem desenvolvido.

— Venha cá, Harold. — Comandou Hela, sendo prontamente obedecida. Ajoelhando-se em sinal de submissão, o homem beijou um dos pés descalços da deusa, erguendo o olhar.

— Sim? — perguntou o homem com uma animação contida, pois sempre buscava demonstrar respeito e total entrega ao ser ali sentado em pura superioridade.

— Peço-lhe que escolha uma boa roupa para mim enquanto tomo banho. Escolha algo formal, mas nada de ternos, os odeio. Quero nada nem tão banal, contudo. Vá e faça seu melhor, meu caro. — Após falar com um timbre suave, o loiro tocou o queixo barbado com o indicador e deu um beijo no rapaz, o suficiente para deixa-lo animado e disposto, enquanto saía de perto e ia para o quarto de Hela fazer o que lhe fora ordenado.

Após um longo banho, o moreno vestiu uma bela roupa e pegou um carro para dirigir-se ao endereço localizado em seu GPS – seu servente era mesmo multiuso. Chegando lá quinze minutos depois do combinado, Varkham calmamente desceu de seu carro e entregou a chave ao manobrista, dando seu nome para que somente ele pudesse pegar seu veículo e por fim adentrando o fino restaurante. Haviam diversas mesas, muitas pessoas acompanhadas, fazendo comemorações ou à espera de seus acompanhantes. Com um pequeno sorriso de canto de lábios, o deslumbrante deus caótico da morte dirigiu-se a seu destino a passos firmes e cabelos soltos. Bastante impressionante, ousaria dizer sobre si mesmo. Sendo finalmente notado pelo companheiro, Varkham puxou sua cadeira e sentou-se.

— Perdoe-me a demora, Sr. Yamashiro. Para ser honesto esqueci de nosso encontro por estar sugando almas e auras e tive de ser lembrado de nosso compromisso por meu servo. Ah, também demorei demais no banho... — o tom de voz de Varkham era cordial, suave, como se ele estivesse contando uma bela história ou algo maravilhoso ao invés de admitir suas manias macabras para um ser até então desconhecido. Como era Halloween, talvez o outro relevasse e achasse graça pensando ser apenas uma brincadeira macabra com a data. Acreditando ou não, Vark pessoalmente não se importava muito. Com a chegada de um rapaz de fala mansa que falava sobre os especiais da noite, Hela soergueu o olhar para fita-lo.

— Salada, vinho, batatas cozidas, nada de carne. Se possível pães de alho. — Ordenou o loiro cruzando as pernas enquanto recostava-se na cadeira, fitando o japonês com interesse.

— Queria me encontrar... o que deseja, rapaz? — perguntou Varkham enquanto tomava um gole de água de uma das taças dispostas, um tanto quanto curioso acerca das motivações de Haiako.



_________________



avatar
VILÕES
23

Manhattan, NY, EUA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ☽ long life evil

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum